Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 13º

Edição

Partido Os Verdes solidário com Cervejaria Galiza pede solução ao Governo

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) pediu hoje ao Governo para que encontre uma "solução de viabilidade" da Cervejaria Galiza, "um marco cultural do Porto", considerando que não se pode colocar num "lugar de espectador".

Partido Os Verdes solidário com Cervejaria Galiza pede solução ao Governo
Notícias ao Minuto

20:48 - 07/12/19 por Lusa

Política Os Verdes

"Queremos que o Governo [...] se empenhe para encontrar uma solução de viabilidade em conjunto com os trabalhadores para que esta empresa [a Cervejaria Galiza] se mantenha viva como um marco cultural do Porto, mas também para preservação dos atuais postos de emprego dos trabalhadores que deram aqui um exemplo incrível de luta pelos seus postos de trabalho", declarou, em conferência de imprensa, Manuela Cunha, do PEV.

O PEV quis terminar hoje o Conselho Nacional do partido na Cervejaria Galiza para mostrar a sua "solidariedade para com a luta dos trabalhadores" daquele estabelecimento, que foi criado em 1972 na cidade do Porto.

"Terminámos o Conselho Nacional aqui [na Cervejaria Galiza], não só para vir mostrar a nossa solidariedade com os trabalhadores da Galiza, mas também por considerar que esta questão não é só uma questão local e só destes trabalhadores. É uma questão nacional de apoio às pequenas empresas, nas quais nós consideramos que o Governo não se pode colocar no lugar de espectador", justificou Manuela Cunha.

Manuela Cunha acrescentou que o Governo não se pode ficar por esta postura porque é "o maior credor da empresa". O Governo "tem sempre uma palavra a dizer. Terá uma palavra a dizer no caso de uma insolvência".

A Cervejaria Galiza está, desde há quatro anos, em dificuldades, com dívidas aos funcionários, ao fisco e à Segurança Social.

A tentativa de resolver o problema passou pelo recurso a um Processo Especial de Revitalização (PER), aceite pelo Tribunal do Comércio de Vila Nova de Gaia, e pela chegada de um gestor.

Os 31 trabalhadores mantêm-se, desde o dia 11 de novembro, de dia e noite, de forma alternada nas instalações, depois de se terem apercebido, nesse dia, da tentativa da retirada do equipamento pela proprietária da cervejaria.

Fundada em 29 de julho de 1972, a cervejaria detida pela empresa Atividades Hoteleiras da Galiza Portuense é uma das referências do Porto no setor da restauração.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório