Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
28º
MIN 21º MÁX 29º

Edição

"É bom que tenhamos a humildade de reconhecer o que se fez em conjunto"

"Cada partido sabe como quer fazer esta campanha e como quer apresentar-se", disse ainda Catarina Martins.

"É bom que tenhamos a humildade de reconhecer o que se fez em conjunto"

Catarina Martins marcou presença este domingo na Feira Agrival, em Penafiel, onde ontem Rui Rio marcara igualmente presença. Entre ambos houve um ponto em comum: críticas ao PS de António Costa.

A coordenadora do Bloco de Esquerda não escapou a perguntas de jornalistas sobre um sábado que ficou marcado por comentários de António Costa sobre o parceiro da 'geringonça', em entrevista, e a respetiva resposta dos bloquistas, pela voz de Marisa Matias.

"Repito: acho normal que os partidos mostrem nesta altura as diferenças que têm, mas é bom que também tenhamos a humildade de reconhecer o que foi feito em conjunto, sem apagar as diferenças", considerou.

Para Catarina Martins, "este é o momento de discutir qual é a legislação laboral que vai garantir salários dignos, como é que respeitamos as pensões de quem trabalhou toda uma vida, como é que o nosso Serviço Nacional de Saúde é mais forte e garante os cuidados de saúde a toda a população. E o Bloco de Esquerda está aqui, com esses compromissos claros, como esteve sempre", acrescentou.

Questionada sobre se o Bloco ficou "magoado" com as críticas recentes de Costa, Catarina Martins não respondeu diretamente, mas não deixou de responder: "o Bloco fez o caminho que foi possível fazer até agora, com o resultado das eleições de 2015. Acho que é bom compreendermos que estávamos num país em que as pessoas viviam cada vez pior e durante estes quatro anos conseguimos medidas que melhoraram o país".

"Há mais emprego, o salário mínimo nacional aumentou, as pensões foram descongeladas, há manuais gratuitos, os feriados que tinham sido roubados foram repostos. Tantas medidas que foram tão importantes, mas todos nós sabemos que temos de ter a humildade de ver este caminho e perceber que há muito por fazer". 

Questionada de seguida sobre se houve "ingratidão" por parte do primeiro-ministro, Catarina Martins foi diplomática, repetindo a mesma ideia de "humildade": "cada partido sabe como quer fazer esta campanha e como quer apresentar-se. Nós no Bloco sabemos que o caminho nestes quatro anos foi importante. Orgulhamo-nos dele e temos a humildade de perceber que foi insuficiente".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório