Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
MIN 8º MÁX 16º

PS quer política fiscal "mais amiga" das empresas e do interior

O presidente do Grupo Parlamentar do PS defendeu hoje a progressiva adoção de uma política fiscal "mais amiga" das empresas, sobretudo daquelas que se encontram instaladas no interior, a par de mais investimentos nas acessibilidades.

PS quer política fiscal "mais amiga" das empresas e do interior
Notícias ao Minuto

14:34 - 24/06/19 por Lusa

Política Carlos César

Carlos César transmitiu esta posição no final de uma visita à fábrica da Avicasal, em São Pedro do Sul, distrito de Viseu, deslocação integrada nas Jornadas Parlamentares do PS, que serão enceradas na terça-feira pelo primeiro-ministro e secretário-geral socialista, António Costa.

A Avicasal de São Pedro do Sul, do ramo do abate e distribuição de produtos frescos de carne de aves, pertence a um grupo económico (a Soja de Portugal) com fábricas em vários pontos do país e que deverá atingir no final do ano uma faturação na ordem dos 167 milhões de euros, empregando cerca de 637 trabalhadores diretos e cerca de 1400 indiretos.

No final de uma visita de hora e meia, Carlos César elogiou "a pujança empresarial" do distrito de Viseu, dizendo que esta foi uma das zonas do país que "melhor resistiu" aos efeitos da crise económica e financeira entre 2010 e 2014.

"Este grupo Soja de Portugal [do qual faz parte da Avicasal] é extremamente dinâmico, sendo responsável por uma atividade exportadora muito relevante", apontou o líder da bancada socialista, antes de se referir "aos bloqueios que ainda se colocam ao desenvolvimento da atividade económica em regiões do interior do país".

"Estas empresas melhor sucesso terão se nós formos progressivamente contribuindo para uma política fiscal amiga das empresas, amiga do interior, que seja atenta à diferenciação das atividades empresariais", sustentou o presidente do Grupo Parlamentar do PS.

Carlos César disse que a matéria da fiscalidade é uma das áreas que estão a ser trabalhadas na bancada socialista.

"Verificamos com gosto que o Governo não só trabalha também essa área (e decidirá sobre ela), como também a das acessibilidades, designadamente as estradas, que penalizam muitas empresas exportadoras", observou o presidente do Grupo Parlamentar do PS.

Neste último assunto, referente ao das acessibilidades, Carlos César acrescentou que estão "em curso investimentos muito relevantes" para o distrito de Viseu.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório