Machete terá sido remunerado com seguros de vida para fugir ao Fisco

A remuneração do agora ministro nos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, enquanto presidente do Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), terá sido paga através de dinheiro transformado em apólices de seguro de vida para fugir ao Fisco.

© DR
Política SLN

Rui Machete, à época presidente do Conselho Superior da SLN, terá sido pago nessa qualidade, recebendo por presença em cada reunião mais de mil euros, através de uma das principais sociedades offshore do grupo BPN, a Jared Finance.

PUB

O esquema montado pelo grupo de Oliveira Costa passava por transformar esse capital em seguros de vida, fugindo assim às Finanças. O dinheiro das apólices era depois levantado com direito a juros.

O actual ministro dos Negócios Estrangeiros e os outros membros do Conselho Superior foram, naquelas datas, pagos em espécie, através deste mecanismo constituído em seu nome na Real Vida Seguros, pertencente ao grupo, segundo o Sol.

Machete irá ser ouvido na Assembleia da República, terça-feira, sobre a sua participação na SNL, e espera-se uma audição dura, pois o ministro terá de explicar por que disse, em resposta, ao deputado bloquista João Semedo, que nunca tinha sido accionista da SLN/BPN.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser