Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 19º MÁX 27º

"A judicialização da política brasileira é uma farsa sem fim"

Joana Mortágua diz que acusações contra Fernando Haddad fazem parte de um golpe.

"A judicialização da política brasileira é uma farsa sem fim"

A deputada do Bloco de Esquerda Joana Mortágua expressou, na noite desta terça-feira, nas redes sociais, a sua revolta perante as acusações feitas a Fernando Haddad, candidato a 'vice' de Lula da Silva e, muito provavelmente, o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) às presidenciais do Brasil.

Para a bloquista, as acusações de corrupção, lavagem de dinheiro e quadrilha a Haddad não passam de meras especulações de “golpistas” que, depois de afastarem Lula da Silva, querem também afastar o ex-prefeito de São Paulo e antigo ministro da Educação.

“A judicialização da política brasileira é uma farsa sem fim. Que coincidência uma denúncia judicial com seis anos de atraso a Fernando Haddad que é candidato do PT às presidenciais depois do candidato melhor colocado [Lula da Silva] ter sido preso, também por coincidência, sem provas e em tempo recorde antes das eleições”, ironizou a deputada.

Joana Mortágua sublinhou ainda que “a direita governou São Paulo durante décadas sem um processo” e afirmou que não é por acaso que as acusações surgem, agora, que as eleições se aproximam e há um novo candidato do PT.

“Quando vale tudo menos o voto do povo é porque a democracia ficou lá atrás. Os golpistas não fariam por menos”, referiu a parlamentar. 

Recomendados para si

;
Campo obrigatório