Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
23º
MIN 20º MÁX 26º

Edição

Bloco questiona Governo sobre demissões no Centro Hospitalar Tondela

O Bloco de Esquerda perguntou ao Governo que medidas vão ser desencadeadas na sequência da apresentação da demissão de 33 diretores de serviço do Centro Hospitalar Tondela -- Viseu, anunciada na segunda-feira.

Bloco questiona Governo sobre demissões no Centro Hospitalar Tondela
Notícias ao Minuto

13:57 - 22/05/18 por Lusa

Política Viseu

Os diretores de serviços, de unidades e coordenadores de valências do Centro Hospitalar Tondela - Viseu (CHTV) apresentaram na segunda-feira a suspensão de funções, em protesto contra a "degradação progressiva de vários serviços" no estabelecimento.

Os responsáveis dos diferentes serviços do CHTV apresentaram formalmente "a suspensão imediata" das suas funções na direção dos serviços, por diversas razões "alicerçadas nos inúmeros problemas particulares de cada serviço", afirmam os clínicos, num documento a que a agência Lusa teve acesso.

Hoje, em comunicado, o BE pergunta ao Governo se tem conhecimento da situação e se o CHTV solicitou a contratação de profissionais que não tenha ainda sido autorizada pela tutela.

O partido quer ainda saber se o Centro Hospitalar Tondela - Viseu solicitou a aquisição de equipamentos que não tenha ainda sido autorizada pela tutela e se o Governo considera adequado que a presidência de um conselho de administração de um centro hospitalar seja acumulada com as funções de diretor clínico, numa alusão a Cílio Correia.

O Centro Hospitalar Tondela Viseu é constituído pelo Hospital de São Teotónio, em Viseu, e pelo Hospital de Cândido Figueiredo, em Tondela.

Em abril, o Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre o facto deste centro hospitalar não estar a realizar mamografias, "devido ao avançado envelhecimento do equipamento bem como devido às dificuldades do serviço de oncologia".

"Nesta conjuntura, o Bloco de Esquerda considera essencial que a situação vivida no Centro Hospitalar Tondela - Viseu seja resolvida, a bem dos utentes, dos profissionais e do Serviço Nacional de Saúde", lê-se no comunicado do BE hoje divulgado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.