Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2019
Tempo
21º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Farmácias guardavam medicamentos para exportação ilegal

Compram remédios a um armazenista e devolvem a outro, que depois vende as embalagens no estrangeiro, desviando os medicamentos no mercado nacional. Este é um comportamento ilegal no qual já foram apanhadas 13 farmácias. No entanto o Infarmed, segundo o i, acredita que há mais casos.

Farmácias guardavam medicamentos para exportação ilegal

Mais de uma dezena de farmácias foram apanhadas a guardar medicamentos para exportação ilegal. O processo, de acordo com o i, é relativamente simples: compram remédios a um armazenista e devolvem a outro que depois vende as embalagens no estrangeiro, desviando do mercado remédios que fazem falta aos portugueses.

No entanto, o caso destas 13 farmácias pode ser apenas parte de um problema maior. O presidente do Infarmed informou ontem no Parlamento que estes casos foram detectados em apenas três dias numa inspecção que se centrou em 24 farmácias, sendo que em mais de metade as suspeitas confirmaram-se.

“Há muito mais suspeitas e estamos a promover acções de fiscalização”, adiantou o responsável, acrescentando: “Vamos encontrá-los”.

O mesmo jornal escreve que estes casos são apenas mais uma nuance por trás do desabastecimento de medicamentos nas farmácias, um problema que o Infarmed reconhece, apesar de negar a dimensão que circula nos jornais.

O presidente do Infarmed prometeu ainda, além de mais acções de fiscalização, a aplicação de novas medidas como a obrigação de notificação prévia quando se pretende exportar um medicamento da lista de 37 considerados essenciais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório