Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 26º

IP autoriza despesa para adaptar estação de Aveiro à alta velocidade

A Infraestruturas de Portugal (IP) autorizou uma despesa de 440 mil euros para adaptar a estação ferroviária de Aveiro à linha de alta velocidade, de acordo com um despacho publicado hoje.

IP autoriza despesa para adaptar estação de Aveiro à alta velocidade
Notícias ao Minuto

11:57 - 04/04/24 por Lusa

País Despacho

Segundo o despacho, a IP lançou o procedimento pré-contratual para a adaptação da estação de Aveiro à linha de alta velocidade ferroviária, que ligará Lisboa ao Porto, com paragens possíveis em Leiria, Coimbra, Aveiro e Vila Nova de Gaia.

A adaptação terá um custo de 440 mil euros, com encargos previstos de 407 mil euros em 2025, 16.500 em 2026 e 16.500 em 2027. Os valores não gastos podem transitar para os anos seguintes.

O comboio de alta velocidade chegará à atual estação de Aveiro, na Linha do Norte, através de ligações à futura linha de alta velocidade situadas a norte e a sul da cidade.

A linha de alta velocidade deverá ligar as duas principais cidades do país em cerca de uma hora e 15 minutos.

A primeira fase (Porto-Soure) deverá estar pronta em 2030, com possibilidade de ligação à Linha do Norte e encurtando de imediato o tempo de viagem, estando previsto que a segunda fase (Soure-Carregado) se complete em 2032, com ligação a Lisboa posteriormente, assegurada via Linha do Norte.

O concurso público para o lote 1 (Porto - Oiã) da primeira fase foi lançado em janeiro, e o do lote dois (Oiã - Soure) deverá ser lançado em meados deste ano.

Prevê-se a realização de 60 serviços por dia e por sentido, dos quais 17 serão diretos, nove com paragens nas cidades intermédias (Leiria, Coimbra, Aveiro e Gaia, e 34 serviços mistos (com ligação à rede convencional).

O projeto prevê transportar 16 milhões de passageiros por ano na nova linha e na atual Linha do Norte, dos quais cerca de um milhão que atualmente fazem a viagem de avião.

Paralelamente, está também a ser projetada a ligação do Porto a Vigo, na Galiza (Espanha), com estações no aeroporto Francisco Sá Carneiro, Braga e Valença (distrito de Viana do Castelo).

No total, segundo o anterior Governo, os custos do investimento no eixo Lisboa-Valença rondam os sete a oito mil milhões de euros.

Leia Também: Macron não tem "dúvidas" de que Rússia atacará Jogos Olímpicos de Paris

Recomendados para si

;
Campo obrigatório