Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Autarca de freguesia açoriana de alerta para risco de novas cheias

A Junta de Freguesia de Arrifes, nos Açores, alertou hoje para a possibilidade de ocorrerem novas cheias na localidade, com a precipitação forte prevista para terça-feira, responsabilizando a Câmara e o Governo por não resolverem a situação.

Autarca de freguesia açoriana de alerta para risco de novas cheias
Notícias ao Minuto

15:09 - 12/02/24 por Lusa

País Açores

"A preocupação tem sido aquela que temos dado conta desde o início deste mandato, ou seja, desde outubro de 2021. Só este ano já foram sete vezes [inundações]. Noutros anos, e durante o inverno, estas situações [cheias] aconteciam uma ou duas vezes, mas não com a gravidade que acontece agora", disse a presidente da Junta de Freguesia de Arrifes, Sandra Costa Dias (PS), em declarações à agência Lusa.

Na sexta-feira, Sandra Dias tinha alertado para a situação que ocorre nos últimos anos nas ruas do Outeiro e dos Afonsos, naquela freguesia do concelho de Ponta Delgada, ilha de São Miguel, onde as cheias têm causado danos em habitações e viaturas estacionadas na via pública.

Segundo a autarca, "o pavimento fica intransitável, as pessoas ficam impedidas de passar em toda a rua do Outeiro e dos Afonsos", os funcionários de empresas lá localizadas "chegam a ficar retidos, por causa das inundações".

"Temos lá uma escola. Temos um clube de futebol. A gravidade já ultrapassou os limites do razoável e a entidades têm que dar a resposta e assumir aquela que é a sua responsabilidade", frisou.

A presidente da Junta de Arrifes vinca que, nos "últimos dois a três anos, a situação tem vindo a agravar-se de forma severa, com graves consequências para os moradores e trabalhadores daquela zona, em particular, e para a população em geral".

A Junta reivindica, por isso, uma intervenção a norte da freguesia, justificando que, quando ocorre precipitação forte, "é um mar que inunda as vias".

A autarca responsabiliza a Câmara de Ponta Delgada (PSD) e o Governo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM) de não atuarem e solucionarem um problema que se "arrasta há mais de dois anos".

"É preciso atuar a norte da freguesia e nos terrenos que são da responsabilidade da autarquia e da IROA [Instituto Regional de Ordenamento Agrário]. É preciso fazer a devida limpeza e manutenção destas infraestruturas e caminhos agrícolas" sublinhou Sandra Dias, defendendo também "uma avaliação profunda" das várias linhas de água.

A autarca reiterou à Lusa as críticas à câmara, depois de já se ter pronunciado na sexta-feira sobre a situação.

"É um apelo que fazemos desde novembro de 2021. A Junta de Freguesia é aquela que tem menos recursos e menos competências nesta área, mas é aquela que mais tem alertado e que tem batalhado para uma solução", sublinhou.

Apesar de realçar o trabalho da equipa da Proteção Civil nas sucessivas inundações, a Junta de Freguesia aponta a falta de resposta das entidades responsáveis, incluindo do presidente da Câmara de Ponta Delgada, Pedro Nascimento Cabral (PSD).

"Só esta semana, e com toda a pressão exercida pela Junta, e com a dimensão que este problema ganhou, é que a Câmara veio ao terreno com a empresa IROA, mas deixou de fora a Junta e anunciou um estudo para um problema que está à vista de todos e que temos alertado há muito tempo", reforçou Sandra Dias.

Na sexta-feira, a Câmara de Ponta Delgada afirmou que tem estado "desde a primeira hora presente" na freguesia "ao lado da sua população na mitigação dos danos que as chuvas intensas dos últimos meses têm causado".

"A Câmara Municipal de Ponta Delgada, o Governo Regional dos Açores e o IROA de forma articulada, manterão uma ação permanente e eficaz para encontrar a melhor solução para pôr fim a um grave problema que tem assolado a freguesia dos Arrifes, especialmente na zona do Outeiro", lê-se na nota divulgada.

No domingo, o Governo dos Açores adiantou que está a acompanhar a situação nas freguesias de Ponta Delgada afetadas pelo mau tempo e a definir "o início de diversas intervenções", com prioridade para Arrifes e Capelas.

Segundo um comunicado da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, "nesta fase, o Governo dos Açores está a definir o início de diversas intervenções, com prioridade para as freguesias de Arrifes e Capelas, para os próximos dias", adiantou ainda o executivo.

Leia Também: Açores com aviso amarelo por causa da chuva e da agitação marítima

Recomendados para si

;
Campo obrigatório