Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Vila Velha de Ródão deve integrar Rota Europeia dos Neandertais

O futuro da arqueologia em Vila Velha de Ródão, passa pela integração na Rota Europeia dos Neandertais, projeto que está a ser desenvolvido por académicos e gestores culturais, defende o professor e investigador Telmo Pereira.

Vila Velha de Ródão deve integrar Rota Europeia dos Neandertais
Notícias ao Minuto

18:24 - 27/06/23 por Lusa

País Arqueologia

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, o município de Vila Velha de Ródão refere que a casa de Artes e Cultura do Tejo tem patente ao público, até ao final do mês de agosto, a exposição "Desenvolver Ródão, conhecer o passado, a chegada e a extinção do homem de Neandertal", que pode ser visitada, de segunda a sexta-feira, entre as 09:00 e as 17:30.

A exposição resulta dos trabalhos de investigação do património arqueológico da região, que levaram à identificação de dezenas de sítios arqueológicos datados do Paleolítico e "dão a conhecer Vila Velha de Ródão como bom exemplo de colaboração entre entidades e a riqueza que daí adveio".

Citado no documento, Telmo Pereira, professor e investigador da Universidade Autónoma de Lisboa, realça que o futuro da arqueologia em Vila Velha de Ródão passa pela integração na Rota Europeia dos Neandertais, que está a ser desenvolvida por académicos e gestores culturais no projeto "iNEAL: Integrando o legado Neandertal: do passado ao presente", no qual foi convidado a participar.

"O objetivo é criar uma rota europeia com os sítios mais emblemáticos sobre os Neandertais e Vila Velha de Ródão é o melhor sítio em Portugal para se fazer este trabalho" sublinha o académico.

Telmo Pereira salienta ainda que Vila Velha de Ródão "é uma região riquíssima para compreender a ciência e a evolução da paisagem e da vida do ser humano, pelo que faz sentido que seja partilhada não só com os cientistas, mas com o público em geral, e possa contribuir para o desenvolvimento do turismo do interior".

Tendo como ponto de partida os trabalhos de identificação e preservação do Sítio de Cobrinhos, identificado em 2014, durante a ampliação de uma fábrica, a exposição incide também sobre os trabalhos desenvolvidos no Monte da Revelada e no Alto da Revelada, durante os trabalhos obrigatórios de minimização de impacto ambiental na construção de outras duas unidades industriais.

A investigação desenvolvida permitiu a identificação e o estudo de um conjunto de artefactos que documentam o período fascinante e ainda pouco conhecido da história da humanidade, em que o homem de Neandertal habitou o território que é hoje o concelho de Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco.

Segundo Telmo Pereira, um dos responsáveis por esta investigação, estes trabalhos levaram à publicação da monografia "Cobrinhos e os primeiros Neandertais em Portugal", que vai já na segunda edição, assim como à criação desta exposição itinerante, "que vai levar até às escolas, bibliotecas e universidades do país a história das descobertas arqueológicas em Vila Velha de Ródão".

Leia Também: Elmano Sancho e mais Shakespeare na nova temporada do Teatro Trindade

Recomendados para si

;
Campo obrigatório