Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 26º

TSF. Trabalhadores concentram-se 5.ªfeira para exigir "ajustes salariais"

A concentração de trabalhadores da TSF foi convocada pela Comissão Mista, conforme aprovado no plenário do passado dia 26 de janeiro. Esta iniciativa acontece depois da "ausência de resposta à proposta de ajustes salariais para todos os trabalhadores em 2023.

TSF. Trabalhadores concentram-se 5.ªfeira para exigir "ajustes salariais"
Notícias ao Minuto

12:30 - 28/02/23 por Lusa

País TSF

Os trabalhadores da rádio TSF, do grupo Global Media (GMG), vão concentrar-se na quinta-feira frente às instalações da empresa, em Lisboa, face a "ausência de resposta de ajustes salariais" para este ano.

A concentração de trabalhadores da TSF foi convocada pela Comissão Mista, conforme aprovado no plenário do passado dia 26 de janeiro.

Esta iniciativa acontece depois da "ausência de resposta à proposta de ajustes salariais para todos os trabalhadores da TSF em 2023, entregue na reunião do passado dia 16 de fevereiro, com o CEO [presidente executivo] do GMG, Marco Galinha, com o administrador Domingos Andrade e com o diretor de recursos humanos Domingos Gonçalves", de acordo com o comunicado enviado a que a Lusa teve acesso.

A concentração está marcada para 2 de março, entre as 10h00 e as 12h00, frente ao edifício H do Complexo Empresarial das Torres de Lisboa, na rua Tomás da Fonseca.

No início deste mês foi divulgado que o administrador financeiro (CFO) da GMG, Guilherme Pinheiro, iria sair do grupo que detém as marcas Diário de Notícias (DN), Jornal de Notícias (JN) e TSF, entre outros.

Entretanto, a Comissão de Trabalhadores (CT) da Lusa, em comunicado divulgado na segunda-feira, refere que o presidente o Conselho de Administração indicou que "Helena Ferro Gouveia renunciou à administração da Lusa, onde era representante do grupo Global Media (de Marco Galinha, que tem ainda uma participação na Lusa pela Páginas Civilizadas), não sabendo quem o irá representar no momento em que a renuncia se efetivar".

O nome do novo representante tem de passar ainda pelo crivo da CRESAP - Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública e só depois será aprovado pela assembleia-geral da Lusa.

A Global Media, liderada por Marco Galinha, detém 23,36% da Lusa, tendo o gestor mais 22,35% da agência de notícias através da Páginas Civilizadas.

Leia Também: Centenas de pessoas manifestam-se em Lisboa "por uma vida justa"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório