Meteorologia

  • 16 MAIO 2022
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 22º

Estabelecida Lei Orgânica do Estado-Maior-General das Forças Armadas

As leis concentram mais poderes e competências na figura do chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

Estabelecida Lei Orgânica do Estado-Maior-General das Forças Armadas
Notícias ao Minuto

10:07 - 24/01/22 por Notícias ao Minuto

País Forças Armadas

Foi publicado em Diário da República, esta segunda-feira, o decreto-lei que Estabelece a Lei Orgânica do Estado-Maior-General das Forças Armadas e altera as Leis Orgânicas dos três ramos das Forças Armadas. 

Em causa está a Lei Orgânica do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA) e as Leis Orgânicas dos três ramos militares, Exército, Marinha e Força Aérea, que se reorganizam em função da reforma do comando superior, que tem como objetivo concentrar mais poderes no EMGFA.

As leis concentram, no essencial, mais poderes e competências na figura do chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), que passa a ter a responsabilidade pelo cumprimento de todas as missões das Forças Armadas, à exceção da busca e salvamento marítimo e aéreo. Os chefes dos três ramos militares ficam na dependência hierárquica do CEMGFA para todos os assuntos de natureza militar.

No texto hoje publicado pode ler-se que "é necessário reorganizar as Forças Armadas em função do produto operacional, sendo indispensável que se privilegie uma estrutura de forças baseada em capacidades conjuntas e mais assente num modelo de organização modular e flexível, com a mais que provável necessidade de uma efetiva arquitetura de comando conjunto". 

A aprovação da nova Lei Orgânica de Bases da Organização das Forças Armadas (LOBOFA) e a alteração da Lei de Defesa Nacional (LDN) "impõem a aprovação de uma nova orgânica do EMGFA, que garanta, nomeadamente, a passagem dos Chefes de Estado-Maior dos ramos para a dependência do CEMGFA, para todos os assuntos de natureza militar, e a responsabilidade cometida ao CEMGFA pelo cumprimento de todas as missões das Forças Armadas, à exceção da busca e salvamento marítimo e aéreo", diz o decreto.

Assim, o EMGFA passa, também, a contemplar, "para além do emprego das Forças Armadas em missões e tarefas operacionais, a estratégia de defesa militar, o ensino superior militar, a saúde militar, as informações e segurança militares, a ciberdefesa, os aspetos militares do programa espacial da defesa nacional e a inovação e transformação nas Forças Armadas", refere o texto. 

O EMGFA passa a estar dotado de "de duas estruturas principais distintas - o Estado-Maior Conjunto (EMC) e o CCOM -, promovendo uma arquitetura organizacional compatível com a capacidade de as chefias garantirem uma adequada supervisão dos assuntos" pelos quais são responsáveis. 

Concretiza-se ainda a descentralização do apoio de serviços, "para junto dos órgãos que servem - EMC, CCOM e Hospital das Forças Armadas -, sem que esta opção envolva um aumento de recursos". Segundo o decreto, assim haverá maior flexibilidade e rapidez dos processos de sustentação das estruturas operativas do EMGFA.

São também alteradas as Leis Orgânicas da Marinha, do Exército e da Força Aérea, garantindo, nomeadamente, a colocação dos Chefes de Estado-Maior dos ramos na dependência do CEMGFA "para todos os assuntos militares e a responsabilidade cometida ao CEMGFA pelo emprego de todas as forças e meios da componente operacional do sistema de forças para cumprimento das missões das Forças Armadas, à exceção da busca e salvamento marítimo e aéreo, e sem prejuízo das competências dos Chefes de Estado-Maior para administrar o respetivo ramo e das matérias que dependam diretamente do Ministro da Defesa Nacional", lê-se.

Leia Também: Covid-19. Forças Armadas com 447 militares em inquéritos epidemiológicos

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório