Meteorologia

  • 04 AGOSTO 2021
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 28º

Edição

Festejos do Sporting. Peritos dividem-se sobre impacto epidemiológico

Há especialistas que garantem que o número de casos vai aumentar em Lisboa e que se poderão verificar surtos nos próximos dias. Ainda assim, outros peritos consideram que o risco de um descontrolo epidemiológico é baixo.

Festejos do Sporting. Peritos dividem-se sobre impacto epidemiológico

Milhares de pessoas celebraram, ontem e durante a madruga desta quarta-feira, a conquista do título de campeão nacional do Sporting. Contudo, os festejos foram marcados por desrespeito pelo distanciamento social ou ausência do uso de máscara. 

No rescaldo das celebrações, que geraram diversas críticas no espaço público e político, os especialistas parecem divididos sobre a dimensão do impacto epidemiológico destes festejos. 

Em declarações à RTP, dois peritos garantiram que vai haver consequências na propagação do vírus em Lisboa, argumentando que a maioria da população que se encontrava nas celebrações ainda não está vacinada.  

"É previsível um aumento de casos. Basta uma pessoa ter estado infetada naquele magote à volta do estádio ou da Praça do Marquês para que tenhamos aqui um surto considerável dentro dos próximos dias", defendeu Gustavo Tato Borges, vice-presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública. 

Já António Silva Graça, médico infeciologista, também considerou que haverá um aumento de infeções de Covid-19, "numa repercussão a curto prazo".

"Isto é, que, na próxima semana ou nos próximos sete a 10 dias, se possa assistir a um aumento da transmissão da infeção", precisou. 

Contudo, há especialistas que admitem que há riscos associados ao evento de ontem, mas que o impacto epidemiológico será inexpressivo. 

"Há algum risco, mas, felizmente, neste momento, a circulação do vírus em Portugal é muito baixa e, portanto, não haverá um impacto muito marcado", argumentou o epidemiologista Henrique Barros, em declarações também ao canal da estação pública.

O investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Carlos Antunes garantiu também que, face à atual prevalência de Covid-19, o risco de os festejos do Sporting desencadearem um descontrolo epidemiológico é baixo

"Do ponto de vista matemático, sabendo a natureza do contágio desta doença, o risco é baixo. Por cada 10 mil que lá estiveram sairão de lá quatro pessoas infetadas", explicou, em entrevista à agência Lusa. 

Os festejos em Lisboa começaram primeiro junto ao Estádio José Alvalade e depois seguiram para a Praça Marquês de Pombal, devido à conquista do Sporting do título de campeão da I Liga portuguesa de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, ao vencer na receção ao Boavista, por 1-0.

Leia Também: Esteve nos festejos do Sporting? DGS aconselha-o sobre o que deve fazer

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório