Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Covid-19: Estrutura de Apoio de Retaguarda de Coimbra desativada

A estrutura de Apoio de Retaguarda do Centro de Saúde Militar de Coimbra (EAR-CSMC) foi desativada, tendo em conta o desagravamento da situação epidemiológica covid-19, podendo ser reativada caso seja necessário, foi hoje anunciado.

Covid-19: Estrutura de Apoio de Retaguarda de Coimbra desativada
Notícias ao Minuto

22:34 - 24/02/21 por Lusa

País Covid-19

Em comunicado, a Subcomissão Distrital de Proteção Civil Especializada Covid-19 refere que decidiu desativar, a partir de hoje, a estrutura "não obstante de a reativar caso haja necessidade para tal".

De acordo com o comunicado, desde 25 de janeiro foram acolhidos 40 utentes, 25 mulheres e 15 homens, provenientes do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (32 utentes), do Hospital Distrital da Figueira da Foz (quatro utentes) e outras unidades hospitalares (quatro).

Na maioria dos casos tratavam-se de doentes acamados ou com elevado grau de dependência, refere o documento.

Ao longo de 30 dias passaram pela EAR-CSMC 21 médicos, 28 enfermeiros, dois fisioterapeutas, dois assistentes socais, 20 auxiliares e 30 voluntários de diversas áreas.

A EAR-CSMC foi dinamizada pela Administração Regional de Saúde do Centro, pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra) e pelo Instituto de Segurança Social (Centro Distrital de Coimbra), entidades responsáveis pelo funcionamento da infraestrutura, nomeadamente na aquisição de equipamentos e contratualização de profissionais e serviços hospitalares.

No comunicado é salientado também que a operacionalização da EAR-CSMC "só foi possível graças às excelentes infraestruturas cedidas pelo Exército Português", que vem evidenciar as potencialidades daquela Unidade Militar em matéria de cuidados de saúde hospitalares.

Em Portugal, já morreram mais de 16 mil doentes com covid-19 e foram contabilizados até agora mais de 800 mil casos de infeção com o novo coronavírus que provoca esta doença, de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Leia Também: AO MINUTO: "Recuperação é compromisso do país"; Decreto enviado para AR

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório