Meteorologia

  • 05 MARçO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Covid-19. Garcia de Orta sem vagas e com fila de ambulâncias à porta

Há pelo menos 16 ambulâncias com doentes à porta do hospital a aguardar vaga. Hospital encontra-se desde a passada sexta-feira com dificuldades em dar resposta aos doentes Covid-19.

Covid-19. Garcia de Orta sem vagas e com fila de ambulâncias à porta

O Hospital Garcia de Orta, em Almada, encontram-se, esta segunda-feira, sem capacidade para dar resposta aos doentes que chegam com suspeitas de Covid-19 ou até mesmo já diagnosticados com a doença.

De acordo com a TVI24, há pelo menos 16 ambulâncias estacionadas com doentes no seu interior a guardar vaga.

Em declarações ao canal da estação televisiva, Igor Santos, bombeiro da corporação de voluntários de Almada, conta que há doentes que estão à espera de vaga desde as 10h00 desta segunda-feira e que há quem se encontre já a receber oxigénio nas ambulâncias.

"Infelizmente, não há capacidade de resposta mais eficaz por parte do hospital", afirmou o operacional, acrescentando que, até ao momento a maior parte dos doentes com Covid-19 que ali tem chegado são idosos.

O Hospital Garcia de Orta, estava ontem, com uma taxa de ocupação de 309% relativamente ao que previa o plano de contingência, com 204 doentes infetados com Covid-19, 19 deles em cuidados intensivos. Desde a passada sexta-feira, que o hospital se encontra sob forte pressão com dificuldades em dar resposta aos doentes Covid-19.

Até ao final desta semana, a unidade de saúde espera receber contentores modulares que permitam alargar as enfermarias destinadas ao novo coronavírus e criar mais vagas para doentes infetados.

Leia Também: AO MINUTO: Marcelo ouve partidos sobre renovação do Estado de Emergência

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório