Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
29º
MIN 18º MÁX 37º

Número de utentes de lar em Évora internados no hospital sobe para oito

Todos os utentes de um lar ilegal em Évora infetados com covid-19 foram já avaliados no serviço de urgência do hospital da cidade e o número de internados subiu para oito, disse hoje fonte da unidade de saúde.

Número de utentes de lar em Évora internados no hospital sobe para oito
Notícias ao Minuto

11:40 - 14/09/20 por Lusa

País Covid-19

Fonte do Gabinete de Comunicação do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) indicou à agência Lusa que deram entrada na área dedicada à covid-19 (ADC) do serviço de urgência "todos os 29 utentes e uma funcionária do Lar da Quinta da Sizuda".

A mesma fonte adiantou que já "todos foram avaliados" e que estão agora internados na enfermaria 'covid' oito utentes do lar (mais quatro do que no domingo), nomeadamente dois homens de 87 e 80 anos e seis mulheres de 88, 80, 89, 91, 78 e 80 anos.

Os restantes 21 utentes do lar infetados com covid-19 não têm critério de internamento, pelo que regressaram à instituição, tendo a funcionária também já tido alta hospitalar.

A fonte do Gabinete de Comunicação do HESE assinalou que a unidade hospitalar abriu, durante o passado fim de semana, "um segunda enfermaria 'covid' para dar resposta" ao aumento dos internamentos por covid-19.

Os utentes começaram a ser transportados para o hospital de Évora no sábado à noite para "confirmação de eventuais critérios de internamento" nesta unidade, segundo a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo.

Fonte da ARS do Alentejo indicou à Lusa que os utentes que não necessitam de internamento regressaram temporariamente à instituição e vão ser instalados numa residência de estudantes da Universidade de Évora quando estiverem asseguradas as "condições para a sua transferência".

A Autoridade de Saúde Pública e o Agrupamento dos Centros de Saúde (ACES) revelaram no sábado que, do total de 39 pessoas testadas no lar, estavam confirmados os 29 utentes e sete funcionários positivos para a doença causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

O primeiro caso positivo detetado neste lar foi o de um idoso que foi transportado, na quinta-feira, para o HESE, onde fez o teste à doença.

Na sexta-feira, foram realizados testes aos restantes utentes e a todos os funcionários do lar, os quais - informou a câmara municipal no sábado de manhã - resultaram em 39 positivos, nomeadamente 29 idosos e 10 trabalhadores, embora a Autoridade de Saúde apenas tenha confirmado sete funcionários.

O presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, afirmou que o lar está ilegal porque se localiza numa zona da cidade cujo plano de urbanização não permite a instalação deste tipo de instituições.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório