Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Faro entre 14 cidades europeias que integram projeto 'Europe at Home'

Um grupo de 14 cidades europeias, entre elas Faro, lançou hoje o projeto 'Europe at Home', que visa retratar a quarentena forçada pela pandemia de covid-19 em fotografias e textos em várias áreas da União Europeia, anunciou a organização.

Faro entre 14 cidades europeias que integram projeto 'Europe at Home'
Notícias ao Minuto

12:19 - 30/04/20 por Lusa

País Arte

A cidade de Faro, candidata a Capital Europeia da Cultura em 2027, foi a dinamizadora do projeto, que conta com um fotógrafo e um escritor em cada cidade, num total de 28 artistas, a produzir imagens e textos sobre a vida durante o período da quarentena que a pandemia de covid-19 obrigou a população europeia a respeitar, explicou o representante da localidade portuguesa.

Bruno Inácio, que representou a candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura (Faro2027) na conferência de imprensa de imprensa por teleconferência que hoje fez a apresentação do projeto, adiantou que o trabalho de cada artista na sua cidade é também valorizado no 'site' (www.europeathome.eu), que agrupa as 14 cidades aderentes.

"O apoio de Kaunas foi muito importante", salientou Bruno Inácio sobre a cidade da Lituânia, Capital Europeia da Cultura em 2022, onde o trabalho realizado inicialmente pela fotógrafa Gabija Vainiute serviu de inspiração para Faro iniciar os contactos e o trabalho para alargar o que tinha feito localmente, com o fotógrafo Vasco Célio e o escritor Sandro William Junqueira, a outros parceiros europeus.

Além de Faro e Kaunas, participam no projeto outras cidades europeias com ligação passada, presente ou futura com a Capital Europeia da Cultura, como Bodo (Noruega), Chemnitz (Alemanha), Esche-Sur-Alzette (Luxemburgo), Leeuwarden (Holanda), Novid Sad (Sérvia), Oulu (Finlândia), Piran (Eslovénia), Plovdiv (Bulgária), San Sebastian (Espanha), Tartu (Estónia), La Valletta (Malta) e Veszprém (Hungria).

"Esta rede respondeu rápido e muito bem e a verdade é que já temos mais cidades interessadas em integrar o projeto. Depois de lançarmos o projeto com estas 14 cidades, vamos abrir o projeto à adesão de novas localidades na Europa", afirmou Bruno Inácio.

O mesmo responsável explicou que a ideia inicial foi "convidar as cidades" para estas depois "escolherem um fotógrafo e um escritor" para se debruçarem e refletirem sobre como está a ser a vida durante este período de quarentena por toda a Europa.

"Temos trabalhos realmente diferentes, uns mais artísticos outros mais baseados na realidade", considerou Bruno Inácio, sublinhando que, entre os 28 artistas, "há pessoas jovens, a mais nova tem 19 anos, e pessoas mais experientes, há jornalistas, fotógrafos, músicos e escritores".

Os trabalhos escritos contêm "visões mais pessoais, outros questionam o futuro e outros refletem esperança", acrescentou, frisando que "não tem de haver relação direta entre imagem e texto" e "não se especificou que tipo de fotografias deviam ser feitas".

O projeto mostra assim que, apesar das diferenças existentes entre países, "há similaridades" entre todos e a "cultura pode unir" as pessoas e ser uma fonte de inspiração e esperança em tempos de dificuldade, defendeu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório