Meteorologia

  • 04 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Covid-19: Deu negativo resultado de análises feitas a criança

A Direção-Geral da Saúde confirmou esta terça-feira que o resultado foi "negativo".

Covid-19: Deu negativo resultado de análises feitas a criança

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informa, em comunicado enviado às redações ao final da tarde desta terça-feira, que o caso suspeito de infeção pelo novo coronavírus, "uma  criança  que  foi  hoje [terça-feira] encaminhada  para  o Hospital  Dona  Estefânia", Centro Hospitalar  e  Universitário  de  Lisboa  Central, "resultou negativo".

"Após  realização  de  análises laboratoriais  pelo  Instituto  Nacional  de  Saúde  Dr.  Ricardo  Jorge  (INSA)",  "duas  amostras biológicas" deram negativas, revelou a DGS.

A menor em causa regressou, recentemente da China, e, tal como nos restantes casos, foi submetida a colheitas de amostras biológicas para análise.

Recorde-se que o Hospital Dona Estefânia é o hospital de referência pediátrico para estas situações. 

Segundo a DGS, trata-se do 12.º caso suspeito por Covid-19 em Portugal. Contudo, o 11.º acabou por não ser validado depois de ter sido investigada a história clínica e epidemiológica da mulher que foi encaminhada para o Centro Hospitalar Universitário de São João.

O número de mortos devido ao Covid-19 na China continental subiu hoje para 1.868, ao mesmo tempo que foram registados 1.886 novos casos de infeção, num total de 72.436 infetados.

Além de 1.868 mortos na China continental, há a registar um morto na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão, um em França e um em Taiwan.

Embora cerca de trinta países tenham casos diagnosticados com Covid-19, a China regista perto de 99% do total global de infetados.

Idosos e homens correm mais risco

O estudo, elaborado pelo Centro Chinês de Controlo e Prevenção de Doenças citado pela BBC, diz que 80% dos casos são ligeiros, que apenas 4,7% são considerados críticos e que as pessoas idosas ou com problemas de saúde prévios à infeção são as que correm mais riscos.

A taxa de mortalidade sobe com a faixa etária, até aos 69 anos o valor é baixo e, no que se refere às vítimas fatais, as pessoas com mais de 80 anos são as mais suscetíveis, indica a investigação.

O relatório mostra que a taxa de mortalidade da província de Hubei, onde se situa a cidade de Wuhan, epicentro do novo coronavírus, é de 2,9% e que no resto do país este valor é de 0,4%. Quanto às faixas etárias, a partir dos 80 anos a taxa de mortalidade chega quase aos 15%, entre os 70 e 19 fixa-se nos 8% e entre os 60 e 69 anos não chega aos 4%. Entre os 50 e 59 anos o valor não chega aos 2%.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório