Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 13º

Edição

Pousadas de Juventude são resposta a alojamento estudantil, diz Governo

O ministro da Educação afirmou hoje que as Pousadas de Juventude "têm sido uma resposta sistemática" à falta de residências estudantis em algumas zonas do país e que são um "instrumento de política pública determinante" para a mobilidade juvenil.

Pousadas de Juventude são resposta a alojamento estudantil, diz Governo

Em Braga, à margem da inauguração do Centro da Juventude de Braga, que fica na renovada Pousada da Juventude, Tiago Brandão Rodrigues referiu que aquele tipo de equipamento "faz já parte do Plano Nacional de Alojamento Estudantil" de forma a poder "coadjuvar a oferta privada e as residências universitárias" do Ensino Superior.

A "nova" Pousada da Juventude de Braga, também hoje inaugurada, depois de ter sofrido obras de recuperação, oferece 26 quartos, com uma capacidade máxima de 106 camas, podendo ter vários tipos de oferta uma vez que "é passível de várias configurações", consoante as necessidades.

"As Pousadas de Juventude são um instrumento de política pública determinante para a mobilidade da juventude, tanto nos momentos de ócio e de lazer, mas também em todas as preocupações que muitas vezes o jovens têm na procura de emprego noutro locais fora da área de residência, ou quando vão estudar fora e principalmente nos primeiros tempos", afirmou o ministro com a tutela da Juventude.

Segundo Tiago Brandão Rodrigues, "as Pousadas de Juventude, se é verdade que agora fazem parte do plano nacional de alojamento estudantil, têm sido já uma resposta sistemática em muitas zonas do país que, de certa forma, procuram coadjuvar a oferta privada e as residências estudantes de Ensino Superior".

Como exemplo, o governante apontou o caso do trabalho em conjunto entre a Movijovem (que gere os equipamentos), a tutela e autarquias para que quatro das pousadas que estavam encerradas pudessem reagir para oferecerem nas cidades que estão implantadas esse alojamento estudantil".

"O que está pensado no plano nacional de alojamento estudantil é isso mesmo, por um lado as que estão em funcionamento poderem coadjuvar, principalmente durante os tempos letivos o esforço feito pelas instituições de Ensino Superior, oferecendo também alojamento para os estudantes universitários e politécnicos", salientou.

Tiago Brandão Rodrigues deu mesmo conta da sua experiencia quando era jovem: "Eu próprio na minha juventude recorri a estas pousadas nos momentos de férias ou, muitas vezes, quando ia visitar outras pessoas ou em momentos de trabalhão para poder ficar alojado em preços mais módicos".

Já para a cidade de Braga, salientou o presidente da autarquia, Ricardo Rio, a reabertura deste equipamento "é um princípio de um longo sucesso" que antevê para o futuro da pousada da juventude.

"Mais do que olharmos para o passado e as vicissitudes que nos trouxeram até aqui, é importante enaltecer as qualidades e a atratividade crescente que esta pousada vão potenciar", disse.

A Pousada da Juventude, situada na Rua de S. Margarida, no centro da cidade, chegou ter como destino o encerramento ou a deslocação para outros locais da cidade, questão que se discutia desde o último mandato de Mesquita Machado (PS) (2009/2013).

Ainda no anterior mandato, e já sob a alçada de Ricardo Rio, o executivo decidiu manter o equipamento no mesmo local mas "avançar para obras profundas", estando entregue à InvestBraga a exploração do equipamento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório