Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
MIN 6º MÁX 15º

Edição

GNR apreende objetos em leiloeiras provenientes de espécies protegidas

Coima pode ascender a meio milhão de euros.

GNR apreende objetos em leiloeiras provenientes de espécies protegidas

A GNR apreendeu, esta segunda-feira, dia 2 de dezembro, diversos objetos com materiais de proveniência de espécies protegidas, a duas leiloeiras e uma antiquaria, no distrito de Lisboa.

Entre os diversos artigos apreendidos, conta esta força de segurança num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, estão objetos em marfim, que se encontravam em exposição para posterior oferta pública, sem que estivessem devidamente regulados pela Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção (CITES).

Ao todo foram apreendidos 11 objetos que incorporam materiais protegidos por esta convenção.

Durante a ação de fiscalização, foram identificados os responsáveis pelos operadores económicos, uma mulher e dois homens com idades compreendidas entre os 60 e os 80 anos.

A GNR recorda que a detenção de objetos protegidos pela CITES sem estarem devidamente registados é considerada uma infração muito grave nos termos da legislação nacional, que regulamenta a aplicação da convenção, sendo que os infratores incorrem em coima cujo valor máximo pode ascender até meio milhão de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório