Meteorologia

  • 23 MAIO 2022
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 22º

Quantos habitantes perdeu o País?

Segundo o Expresso, o País perdeu 55 mil habitantes em 2012. Depois da Alemanha, Portugal é o território com a taxa de natalidade mais baixa da Europa.

Quantos habitantes perdeu o País?
Notícias ao Minuto

14:08 - 20/11/13 por Notícias Ao Minuto

País 2012

O aumento da mortalidade e a diminuição da taxa de natalidade, fazem de Portugal o segundo país com a taxa de natalidade mais baixa da Europa, avança o Expresso.

Segundo dados do Eurostat, com uma taxa de natalidade de 8,5 por mil habitantes e de mortalidade de 10,2 por mil habitantes no ano de 2012, Portugal ficou com menos 55 mil pessoas, o que representa uma redução de 10,5 milhões de habitantes para 10,4 milhões.

Portugal é, assim, o país da União Europeia (UE) com a segunda taxa de nascimentos mais baixa, ultrapassado apenas pela Alemanha, com uma taxa de 8,4 nascimentos por cada mil habitantes.

No total da Europa, a população passou de 504.6 milhões de habitantes, a 1 de Janeiro de 2012, para 505,7 milhões, em Janeiro de 2013. Este crescimento de 1,1 milhões deve-se ao aumento natural de 200 mil pessoas e à migração de cerca de 900 mil.

No ano passado registou-se um crescimento populacional em 17 Estados-membros da UE e diminuição noutros 11, incluindo Portugal.

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório