Meteorologia

  • 24 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Fogo em Vila de Rei fere quatro bombeiros. Um está em estado grave

Incêndio lavra desde as 15h00. Centenas de bombeiros combatem chamas.

Fogo em Vila de Rei fere quatro bombeiros. Um está em estado grave

Quatro bombeiros ficaram feridos, um deles em estado grave, no combate aos incêndios que estão a lavrar no distrito de Castelo Branco, este sábado, avançou a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil

"Existem quatro bombeiros feridos. São situações de três feridos leves e de um ferido mais grave. Foram transportados à unidade hospitalar, estão em acompanhamento", explicou o adjunto de operações nacional Alexandre Penha, na sede da ANEPC, em Carnaxide, concelho de Oeiras, distrito de Lisboa, durante um 'briefing' com jornalistas para um ponto de situação dos incêndios rurais no país.

Os quatro bombeiros ficaram feridos no combate ao incêndio no concelho da Sertã, em Castelo Branco, distrito no qual também lavra outro incêndio no concelho de Vila de Rei.

"Vários incêndios florestais no distrito de Castelo Branco, no concelho da Sertã e de Vila de Rei. Neste momento temos quatro ocorrências ativas que estão com 387 operacionais, 109 veículos e 15 meios aéreos. Temos também envolvidas máquinas de rasto que estão a tentar fazer o combate às chamas",referiu Alexandre Penha.

No concelho da Sertã o incêndio lavra nas localidades de Rolã, de Vale da Cova e de São Paio, enquanto no concelho de Vila de Rei o fogo atinge a localidade de Fundada.

O cenário atual já levou a ativar o Plano Municipal de Proteção Civil do concelho de Vila de Rei e será montado um posto de comando na Sertã, que irá fazer a gestão destes quatro incêndios.

"Estamos a falar de um prognóstico que é complexo. Estamos a falar de vários incêndios dentro da mesma região geográfica, incêndios que, além daquilo que são os efeitos meteorológicos que eram expectáveis, estão a criar os próprios efeitos meteorológicos, estão a integrar entre si", afirmou o adjunto do ANEPC.

"Poder dizer que o combate está a evoluir facilmente, que há uma previsão de uma resolução, não é possível afirmar isso. É uma situação de prognóstico reservado. Vamos ver como vai evoluir durante e noite. É reservado ainda poder afirmar que vamos, ao princípio do dia, ter uma melhor situação do que aquela que temos presente", acrescentou.

Segundo este responsável, parte da povoação de Cardiga, no concelho da Sertã, foi retirada das suas casas e procedeu-se à evacuação de mais algumas zonas isoladas.

Além disso, também por precaução, foram retiradas da praia fluvial de Bostelim cerca de 60 pessoas.

Alexandre Penha sublinhou que "não há registo de habitações em risco" e que todas as evacuações foram por "prevenção".

Os incêndios que lavram no distrito de Castelo Branco levaram ainda ao corte da Estrada Nacional 2 na zona entre Vila de Rei e Cernadas, da Estrada Nacional 244, na zona de São João de Peso, e da Estrada Municipal 160, na zona da Várzea.

Dois incêndios que atingem desde as 15:00 de hoje os concelhos de Vila de Rei e da Sertã estão a mobilizar 13 meios aéreos e mais de 500 operacionais.

[Notícia atualizada às 21h12]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório