Meteorologia

  • 18 JULHO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Secretário-geral da Cruz Vermelha pediu afastamento do cargo

Alexandre Abrantes alegou motivos familiares para se afastar do cargo. O médico mantém outros cargos na Cruz Vermelha Portuguesa.

Secretário-geral da Cruz Vermelha pediu afastamento do cargo
Notícias ao Minuto

13:31 - 28/03/19 por Filipa Matias Pereira 

País Alexandre Abrantes

Alexandre Abrantes, que acumula funções na Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), "solicitou, por motivos de ordem pessoal, o afastamento do cargo de secretário-geral", confirmou fonte oficial da instituição ao Notícias ao Minuto.

No entanto, o abandono desta função não se traduz no afastamento de Alexandre Abrantes da Cruz Vermelha. O médico mantém-se ainda como vice-presidente da CVP e como presidente do conselho de administração do Hospital da Cruz Vermelha.

Recorde-se que Alexandre Abrantes assumiu a vice-presidência da instituição em novembro de 2018, altura em que Marta Temido passou a ser responsável pela pasta da Saúde do Governo de António Costa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório