Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Bairro da Jamaica foi palco de agressões entre a PSP e grupo de pessoas

Nas redes sociais circulam imagens que mostram as trocas de agressões entre agentes da PSP e um grupo de pessoas. A Direção Nacional da PSP afirma que foi chamada para resolver um desentendimento entre duas mulheres e que a equipa de intervenção rápida foi recebida com arremesso de pedras. Dois agentes ficaram feridos, assim como um civil.

O início da manhã deste domingo ficou marcado por momentos de tensão e por agressões no Bairro da Jamaica, no Fogueteiro, concelho do Seixal. São várias as imagens que chegaram à redacção do Notícias ao Minuto e que estão a circular nas redes sociais que mostram agressões entre agentes da PSP e um grupo de pessoas. 

Nas imagens podemos ver agentes da PSP a agredirem um homem. A situação escala e com outras pessoas a tentarem intervir em favor do homem que estava a ser agredido, as agressões aumentam. 

Algumas destas pessoas respondem às agressões dos agentes da PSP e é nesta altura que se vêem duas pessoas caídas no chão. As agressões prosseguem, depois, entre os agentes e uma das pessoas que já tinha sido agredida. 

O Notícias ao Minuto entrou em contacto com a Direção Nacional da PSP para obter um esclarecimento sobre esta situação, adiantando a força policial que os agentes da Esquadra da Cruz de Pau foram chamados ao local às 7h15 devido a um desentendimento entre duas mulheres e que os agentes foram recebidos com violência.

Num primeiro momento, a PSP não comentou as agressões que se podem ver nas imagens e nem deu indicações sobre possíveis feridos entre as pessoas que estavam no local, dando conta apenas de um polícia ferido, uma pessoa detida e remetendo esclarecimentos adicionais para, amanhã, segunda-feira. 

Num comunicado enviado posteriormente, a Direção Nacional da PSP indicou que se registaram "algumas reações contra a intervenção policial por parte de indivíduos residentes naquele bairro, que arremessaram pedras em direção do efetivo policial, tendo causado ferimentos na boca de um dos polícias, o qual teve necessidade de receber tratamento hospitalar".

"O suspeito do arremesso da pedra contra o elemento policial foi detido, tendo reagido de forma violenta à ação policial, assim como outros indivíduos do bairro, que tentaram, através do arremesso de vários objectos e de ações físicas agressivas, impedir que a polícia exercesse a sua autoridade e consumasse a detenção. Nesta sequência, os elementos policiais ali presentes - que foram obrigados a solicitar o reforço de uma Equipa de Intervenção Rápida (EIR) - tiveram que usar da força estritamente necessária para por cobro às agressões de que estavam a ser alvo, para repor a ordem pública e, ao mesmo tempo, para consumar a detenção do suspeito de agressão ao polícia", acrescenta o mesmo comunicado.

Na nota, a Direção Nacional da PSP dá conta de ferimentos em dois agentes policiais e um civil, que não é identificado. É ainda anunciada a instauração de um processo de inquérito para averiguar as circunstâncias que rodearam aquela intervenção policial.

Rafael Leão, jogador do Lille, partilhou um vídeo sobre estas agressões na sua conta do Twitter. "Segurança pública em Portugal...", escreveu o atleta

A autarquia do Seixal tem tentado realojar os moradores do Bairro da Jamaica, um bairro que foi construído ilegalmente há mais de duas décadas. 

[Notícia atualizada às 17h20 com comunicado da Direção Nacional da PSP]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório