Meteorologia

  • 23 ABRIL 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 13º

Edição

Bruno de Carvalho passou mais uma noite na prisão. Será hoje 'O' dia?

O ex-presidente do Sporting Clube de Portugal e o líder da Juventude Leonina regressam, na manhã desta quarta-feira, ao Tribunal do Barreiro de onde saíram ontem sem terem sido interrogados. Hoje deverão ser conhecidas as medidas de coação a aplicar aos dois suspeitos, sendo que o Ministério Público pediu a prisão preventiva de Bruno de Carvalho e de Nuno Mendes, mais conhecido por Mustafá.

Bruno de Carvalho passou mais uma noite na prisão. Será hoje 'O' dia?

Bruno de Carvalho e Nuno Mendes deveriam ter sido ouvidos ontem pelo juiz de instrução criminal do Tribunal do Barreiro. Porém, a greve parcial dos funcionários judiciais atrasou o início dos trabalhos e, consequentemente, todo o processo. O facto de os advogados de defesa terem solicitado a consulta de documentos relacionados com a acusação, levou a que não tivesse havido tempo, ontem, para levar a cabo os interrogatórios.

Assim, Bruno de Carvalho e Mustafá regressaram, à tarde, ao local de onde tinham saído de manhã: os postos da GNR ontem têm estado detidos desde domingo à noite.

A sessão de hoje está marcada para as 10h00 no Tribunal do Barreiro e a expetativa é a de que os dois suspeitos conheçam hoje aquele que será o seu futuro próximo. Serão constituídos arguidos? Quais serão as medidas de coação aplicadas? É esperado que as respostas a estas perguntas sejam conhecidas no decorrer do dia de hoje.

Bruno está detido, mas o futebol não perdoa. O castigo e a expulsão do presidente-adepto

Notícias ao MinutoUm azar nunca vem só. BdC foi detido, castigado e corre o risco de ser expulso do Sporting© Global Imagens

Bruno de Carvalho foi destituído do cargo de presidente do Sporting Clube de Portugal a 23 de junho, tendo sido impedido de se recandidatar nas eleições que ditaram a vitória de Frederico Varandas.

Agora, foi agendada para 15 de dezembro uma Assembleia-Geral que visa discutir e votar a expulsão de sócio do clube de Bruno de Carvalho.

Mas isto não é tudo. Também ontem o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol aplicou um castigo ao agora detido por palavras proferidas contra o presidente do Sporting de Braga.

Na época ainda Bruno de Carvalho era o líder dos leões e, como era aliás costume, utilizou a sua página de Facebook para dizer o que lhe ia na alma, acusando António Salvador de ser um “labrego, trolha e aldrabão”.

Por causa destas palavras menos simpáticas, Bruno de Carvalho foi agora condenado a 30 dias de suspensão e ao pagamento de uma coima de 3.830 euros.

Os 38 detidos versus Bruno de Carvalho e Mustafá, o tratamento diferencial

Notícias ao MinutoBruno de Carvalho e Mustafá têm sido protegidos das câmaras dos jornalistas© Global Imagens

A aguardar julgamento na prisão pelo sucedido a 15 de maio na Academia do Sporting, em Alcochete, estão 38 pessoas. Aquando das respetivas audições em tribunal, todos os suspeitos chegaram ao Tribunal do Barreiro em carrinhas celulares, tendo sido possível ver, fotografar ou filmar a sua entrada no edifício.

Porém, com Bruno de Carvalho e Mustafá a situação é bastante diferente.

A GNR tem dado largas à imaginação para iludir os jornalistas que têm estado em frente ao tribunal para captar imagens dos suspeitos.

Primeiro surgiram elementos da GNR encapuzados e depois algemados, tudo para enganar a comunicação social e permitir uma entrada tranquila e sem sobressaltos, tanto de Bruno de Carvalho como de Mustafá.

Esta encenação começa, aliás, nos postos da GNR onde os dois suspeitos têm estado detidos. Os militares têm feito de tudo para que os dois detidos não sejam vistos a entrar ou a sair das viaturas, tendo, por isso, sido transportados em carros com os vidros escurecidos.

A mesma sorte não tiveram os restantes 38 suspeitos, constituídos arguidos, que estão a aguardar julgamento em prisão preventiva. 

Adeptos não deixam cair a moral de Bruno de Carvalho e acabam identificados pela PSP

Notícias ao MinutoVários adeptos insultaram uma jornalista que se encontrava a trabalhar junto ao tribunal© Global Imagens

Ao longo do dia de ontem foram vários os adeptos que se aglomeraram junto à entrada do Tribunal do Barreiro para prestar apoio e solidariedade ao ex-presidente e ao líder da Juve Leo.

Com cartazes de apoio, os adeptos leais aos suspeitos defenderam-nos, apontando o dedo a outros dirigentes do futebol. As críticas, essas, não foram dirigidas apenas aos rivais. Houve pessoas que insultaram uma jornalista que acabou por pedir a intervenção da PSP.

Nesta senda, vários adeptos foram identificados pelas autoridades por terem dirigido insultos e ofensas à profissional da comunicação social quando esta se encontrava a fazer o seu trabalho.

Irmã de Bruno de Carvalho preocupada. "Como é que se deixa um homem num local onde não há duche?”

Notícias ao MinutoIrmã de Bruno de Carvalho tem prestado apoio ao ex-presidente do Sporting© Global Imagens

Alexandra de Carvalho foi ontem à TVI para falar sobre o momento em que o irmão foi detido. Na antena da estação de Queluz, Alexandra garantiu que o irmão “está bem”, pese embora a família ainda não tenha conseguido ultrapassar o “choque” causado pela detenção repentina.

Sobre o momento da detenção, Alexandra contou que tinha preparado um serão familiar, mas que o mesmo não chegou a realizar-se.

“Tinha acabado de sair com a minha sobrinha e fomos comprar uma grande árvore de Natal, para ver se animávamos. Quando chegamos com a árvore de Natal deparámo-nos com muitos homens desconhecidos e um cão”, recorda, questionando, revoltada, as condições em que o irmão está preso: "Como é que se deixa um homem num local onde não há duche?”

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório