Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
33º
MIN 30º MÁX 36º

Edição

Mário Nogueira pede que Costa seja "rigoroso" e "politicamente sério"

O Secretário-Geral da FENPROF acredita o Governo agiu de má fé.

Mário Nogueira pede que Costa seja "rigoroso" e "politicamente sério"
Notícias ao Minuto

19:34 - 20/06/18 por Tiago Miguel Simões 

País FENPROF

O secretário-Geral da FENPROF dirigiu uma mensagem a António Costa a quem exige que seja “rigoroso” e “politicamente sério”.

“Ou o Governo se comprometeu a recuperar ‘o tempo de serviço’ e não ‘tempo de serviço’ ou, então, assume que os seus representantes agiram de má-fé”, intima Mário Nogueira.

Isto, depois de o primeiro-ministro ter afirmado esta quarta-feira, na Assembleia da República, que o secretário-geral da FENPROF disse, no passado dia 18, o mesmo dia em que foi assinada a Declaração de Compromisso entre o Governo e os sindicatos, que se tivesse ficado explícito o tempo a recuperar (9 anos, 4 meses e 2 dias), a declaração chamar-se-ia acordo.

“É verdade, pois o que se passou naquela reunião deu para perceber que o Governo, não querendo explicitar o tempo, poderia tentar, posteriormente, apagar parte dele, como quis que os sindicatos aceitassem. Só que os sindicatos não aceitaram assinar qualquer documento que não expressasse que o tempo a recuperar seria todo".

O Governo acabou por ceder, deixando cair a expressão “recuperar tempo de serviço”, que foi substituída por “recuperar o tempo de serviço”, defende Mário Nogueira em comunicado, acrescentando que “as declarações do senhor primeiro-ministro, hoje, a propósito da reunião em que foi assinada a Declaração de Compromisso, parecem confirmar que o Governo agiu de má-fé, já que, apesar de aceitar aquela formulação, teria em vista, posteriormente, não recuperar o tempo de serviço”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório