Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 21º

Participação ao Ministério Público de agressão a médico em "conclusão"

A participação da agressão a um médico, esta semana, no centro de Saúde na Chamusca, a apresentar ao Ministério Público, está "em fase de conclusão" disse à agência Lusa a Administração Regional de Saúde de Lisboa.

Participação ao Ministério Público de agressão a médico em "conclusão"
Notícias ao Minuto

13:09 - 18/05/18 por Lusa

País Chamusca

Numa resposta enviada à Lusa, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT) "repudiou veementemente" a agressão de um médico recém-especialista de Medicina Geral e Familiar e informou que foram "imediatamente despoletadas as medidas adequadas à situação".

De acordo com a ARS-LVT, o médico foi sujeito a uma perícia no Gabinete Médico-Legal e a participação a apresentar ao Ministério Público está agora "em fase de conclusão".

A ARS-LVT esclareceu também que "nesta fase inicial" da participação os serviços estão a prestar "todo o apoio possível, na medida das respetivas competências".

Segundo a resposta da ARSLVT, em 2017 foi constituído um grupo de trabalho, envolvendo as áreas jurídica, médica, de segurança e saúde no trabalho e ética, que tem em fase de conclusão um "documento para a abordagem local e prática das questões da violência contra profissionais de saúde".

Em 2009 a ARS-LVT lançou orientações internas com instruções sobre a forma de atuação por parte dos dirigentes e profissionais relativamente às questões da violência contra os profissionais de saúde.

O médico foi agredido fisicamente, esta semana, pelo companheiro de uma utente que lhe tinha solicitado uma renovação de baixa médica, após ter recusado passá-la.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório