Meteorologia

  • 19 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 10º

Edição

Tentativa de envenenamento de ex-espião russo é "ataque inaceitável"

O Presidente francês, Emmanuel Macron, informado esta noite pela primeira-ministra britânica Theresa May dos resultados do inquérito sobre o envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal, condenou "um ataque inaceitável", indicou o Eliseu.

Tentativa de envenenamento de ex-espião russo é "ataque inaceitável"
Notícias ao Minuto

18:54 - 13/03/18 por Lusa

Mundo Macron

"A senhora May informou o presidente da República dos resultados do inquérito conduzido no Reino Unido sobre a utilização de um agente neurotóxico na tentativa de assassinato de Serguei e [Yulia] Skripal, e das respostas que se aguardam da Rússia. O presidente da República condena o ataque inaceitável e recorda o compromisso da França na luta contra a impunidade da utilização de armas químicas", comunicou a presidência francesa.

Ao contrário da chanceler alemã, Ângela Merkel, o chefe de Estado francês não comenta no breve comunicado as acusações de Londres, que considera Moscovo muito provavelmente responsável pelo envenenamento.

Hoje, Merkel declarou que assumia "extremamente a sério" a sugestão do Governo britânico sobre uma responsabilidade russa, e exortou Moscovo a "responder rapidamente às questões legítimas do Governo britânico".

No decurso do contacto telefónico com Theresa May, Emmanuel Macron assegurou a "plena solidariedade" da França e os dois dirigentes concordaram permanecer em estreito contacto nos próximos dias.

A embaixada russa em Londres tinha anunciado previamente, através da rede social Twitter, ter solicitado ao Governo britânico a abertura de um "inquérito conjunto" sobre o envenenamento do ex-espião Serguei Skripal.

Aquela representação diplomática afirma igualmente que a Rússia "não está envolvida" neste caso e previne que Moscovo vai ripostar a qualquer medida de represálias que possa ser decidida por Londres.

Na segunda-feira, Theresa May, afirmou ser "muito provável que a Rússia seja responsável" pelo envenenamento de Serguei Skripal e da filha, Yulia, numa declaração no parlamento em Londres.

Em resposta, a Rússia classificou como um "espetáculo circense" as acusações feitas por May.

Serguei Skripal, de 66 anos, e a filha Yulia, de 33 anos, foram encontrados inconscientes no dia 04 de março, num banco num centro comercial em Salisbury, no sul de Inglaterra.

Na quarta-feira seguinte, o chefe da polícia antiterrorista britânica, Mark Rowley, revelou que o ex-agente duplo russo e a sua filha tinham sido vítimas de um ataque deliberado com um agente que ataca o sistema nervoso.

Os dois têm permanecido hospitalizados, nos cuidados intensivos, em "estado crítico, mas estável".

Também hospitalizado está um polícia, um dos primeiros a chegar ao local para socorrer o ex-espião russo e a sua filha. O elemento das forças policiais está consciente e encontra-se em "estado grave, mas estável".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório