Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2017
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Família canibal admitiu ter matado e comido pelo menos trinta pessoas

As mortes terão ocorrido durante 18 anos.

Família canibal admitiu ter matado e comido pelo menos trinta pessoas
Notícias ao Minuto

22:32 - 25/09/17 por Notícias Ao Minuto

Mundo Rússia

Uma família acusada de ser canibal admitiu ter matado e comido pelo menos trinta pessoas depois de as autoridades terem descoberto partes de oito corpos, bem como uma fotografia de uma cabeça humana a ser servida como jantar.

Segundo o Mirror, as autoridades estão a tentar descobrir mais restos humanos para determinar se as confissões feitas são genuínas.

O suspeito, Dmitry Bakshaev, o homem, um russo de 35 anos, terá afirmado durante o interrogatório que começou as mortes macabras em 1999. A sua fotografia foi divulgada juntamente com a de uma mulher com a mesma idade, não identificada, que terá alegadamente sido uma das suas vítimas.

Dmitry Bakshaev e a sua mulher Natalia, uma enfermeira, eram parte de uma ‘família canibal’ que teria ligações com as autoridades russas.

Na casa do casal, juntamente com as partes de corpos humanos encontradas pela polícia, foi encontrado um vídeo com lições para canibais .

Os dois guardavam os restos humanos no frigorífico e no congelador. Foram encontradas sete embalagens com partes de vários corpos congeladas e carne humana conservada em frascos. Foram ainda descobertos pedaços de pele. 

O casal foi detido depois de ter sido encontrado um telemóvel que continha fotografias de um homem a pousar para 'selfies' com restos de cadáveres. Depois das detenções, Natalia foi alvo de testes psiquiátricos que a consideraram mentalmente estável. No entanto, confessou pelo menos trinta assassínios, seguidos de canibalismo feitos pelo casal.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório