Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Brexit: Londres inicia negociações em "tom positivo e construtivo"

O negociador britânico para o 'Brexit', David Davis, disse hoje no lançamento das negociações de saída do Reino Unido da União Europeia que Londres quer um "tom positivo e construtivo" que permita alcançar uma parceria "forte e especial".

Brexit: Londres inicia negociações em "tom positivo e construtivo"
Notícias ao Minuto

12:30 - 19/06/17 por Lusa

Mundo David Davis

"Iniciamos esta negociação num tom positivo e construtivo, determinados a construir uma parceria forte e especial com os nossos aliados da UE", disse.

Davis falava ao lado do negociador europeu para o 'Brexit', Michel Barnier, que numa breve intervenção anunciou o "lançamento formal da retirada ordenada do Reino Unido da UE".

"Há mais a unir-nos que a dividir-nos", disse Davis sobre a relação entre Londres e Bruxelas, apesar do referendo de 23 de junho de 2016 que determinou o 'Brexit'.

Michel Barnier disse por seu turno que as negociações devem "resolver primeiro as incertezas causadas pelo 'Brexit' -- para os cidadãos, mas também para os beneficiários das políticas europeias e para as fronteiras, em particular na Irlanda".

Numa reação ao lançamento formal das negociações, o líder do maior grupo político no Parlamento Europeu, Manfred Weber, presidente do Partido Popular Europeu (PPE), lamentou que os objetivos de Londres neste processo permaneçam um mistério.

"O grande problema é que não fazemos ideia nenhuma do que os britânicos querem", disse, acrescentando que os outros países da UE têm um posição unida, mas do lado britânico é "o caos".

"Não é a UE que está a deixar o Reino Unido, é o Reino Unido que quer deixar a UE. Devia dizer-nos qual é o objetivo. Dizem-nos continuamente que não querem o 'modelo norueguês', não querem 'o modelo suíço', querem sair da união aduaneira, do mercado único, limitar a imigração. Só ouvimos falar do que não querem, mas não fazemos ideia de como vão ser as relações", disse Weber.

Já o presidente do PE, Antonio Tajani, e o coordenador do PE para o 'Brexit', Guy Verhofstadt, sublinharam a importância da proteção dos cidadãos.

"A posição do PE é clara. Preservar os direitos dos milhões de cidadãos europeus afetados pelo 'Brexit', assegurar os resultados do Acordo de Sexta-Feira Santa para a Irlanda do Norte e honrar os compromissos financeiros do Governo britânico são indispensáveis para garantir a aprovação do PE de um potencial acordo de saída", afirmou Tajani, citando num comunicado do Parlamento Europeu.

O acordo que vier a ser alcançado entre o Reino Unido e os outros 27 Estados-membros da UE tem de ser aprovado pelo PE para entrar em vigor.

Verhofstadt afirmou por seu lado a satisfação de ver "respeitado o calendário definido", já "de si muito apertado", e apelou para "antes de mais, progressos na área dos direitos dos cidadãos" e na criação de "segurança jurídica para a população e para as empresas".

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório