General Motors anuncia suspensão das operações na Venezuela

A General Motors (GM) anunciou hoje num comunicado que suspendeu as operações na Venezuela depois das autoridades venezuelanas terem confiscado na quarta-feira uma fábrica da empresa.

© DR
Mundo Conflito

No comunicado, a construtora automóvel norte-americana diz que outros ativos como automóveis foram retirados da fábrica, causando danos irreparáveis.

PUB

A GM afirma que a fábrica foi confiscada desrespeitando o direito a um processo e adianta que vai defender-se legalmente e que está confiante que a justiça prevalecerá.

A construtora norte-americana, com cerca de 2.700 trabalhadores no país, é líder de mercado na Venezuela há mais de 35 anos.

Nos últimos dias a Venezuela tem sido atingida por violentos protestos contra as políticas do Governo, a escassez de bens e uma taxa de inflação de três dígitos.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser