Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 21º

Amnistia alerta para condição de famílias ciganas desalojadas

A Amnistia Internacional (AI) alertou hoje, por ocasião do Dia Internacional do Cigano, para as condições em que vivem mais de cem famílias de etnia cigana que foram desalojadas há mais de três anos de um acampamento na capital sérvia.

Amnistia alerta para condição de famílias ciganas desalojadas
Notícias ao Minuto

06:23 - 08/04/15 por Lusa

Mundo Belgrado

Num relatório, hoje divulgado, a organização de defesa dos direitos humanos adverte que "a combinação tóxica de incompetência burocrática, apatia e discriminação" tanto em Belgrado como na Comissão Europeia (CE) resultaram "no fracasso do multimilionário projeto da CE" para realocar essa comunidade.

Em abril de 2012, a Comissão Europeia destinou 3,6 milhões de euros para proporcionar uma habitação adequada a mais de cem famílias de etnia cigana que foram desalojadas em abril de 2009 do acampamento de Belvil.

"O projeto da CE, que pretendia demonstrar como se podem levar a cabo realojamentos seguindo os padrões mínimos de direitos humanos, fracassou devido a uma série de erros por parte da cidade de Belgrado", assinalou o subdiretor para a Europa e Ásia Central da Amnistia Internacional, Gauri van Gulik.

"Milhões de dólares foram canalizados para realojar as famílias e agora, três anos depois, a imensa maioria dos desalojados continua, todavia, à espera de um lugar a que possa chamar casa", frisou.

Desde que foi lançado o projeto da CE, que se previa concluído em fevereiro deste ano, as autoridades da capital sérvia propuseram uma série de locais para construir habitações para as famílias afetadas.

No entanto, o grupo de trabalho da CE em Belvil recusou a maioria das propostas e apenas duas foram aprovadas, uma das quais a mais de 20 quilómetros de Belgrado.

Para a AI, além de a localidade em causa "carecer de serviços e oportunidades de emprego", "a segregação pode implicar uma separação espacial das raças".

"Ser forçado a abandonar a tua terra é já, de si, uma experiência traumática. Mas realojarem-te em contentores e em outros lugares inadequados durante anos tem um impacto devastador numa minoria muito perseguida", assinalou o mesmo responsável.

"O que deveria ter sido um modelo de como se deve realizar um realojamento tem sido um trágico fracasso que a cidade de Belgrado e a Comissão Europeia podem e devem assumir agora", realçou.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório