Meteorologia

  • 23 JULHO 2024
Tempo
34º
MIN 23º MÁX 38º

Alegados crimes de guerra de Israel? Erdogan acusa EUA de "cumplicidade"

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou hoje o governo norte-americano de "cumplicidade" com alegados crimes de guerra em Gaza por parte de Israel, cujos ataques já mataram mais de 38 mil pessoas em nove meses.

Alegados crimes de guerra de Israel? Erdogan acusa EUA de "cumplicidade"
Notícias ao Minuto

16:42 - 11/07/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

"O que há entre Israel e Gaza não é uma guerra, mas sim ataques de Israel contra Gaza que não respeitam os Direitos Humanos ou o Direito Internacional", disse Erdogan, em resposta à revista Newsweek, à margem da sua participação na cimeira da NATO, que termina hoje em Washington.

 

Nesse sentido, Erdogan criticou os Estados Unidos por ignorarem as "violações" que Israel comete na Faixa de Gaza contra os palestinianos, que "estão simplesmente a defender as suas casas, as suas ruas e a sua pátria", argumentou.

Erdogan destacou que, apesar de Israel cometer "assassínios brutais" de inocentes, bombardear mercados, ambulâncias, centros de ajuda humanitária e áreas definidas como seguras, a administração do Presidente norte-americano Joe Biden continua a fornecer-lhes apoio "à custa de serem cúmplices".

"Há anos que Israel trata Gaza como uma prisão a céu aberto. Eles estão a usurpar as casas, os negócios e as terras agrícolas dos palestinianos através de terroristas ladrões que eles chamam de colonos", denunciou.

"Durante anos, Israel praticou terrorismo de Estado sistemático no território palestiniano", insistiu Erdogan, alertando também que Israel "ameaça" outros países da região com as suas "tentativas de prolongar o conflito".

Leia Também: Defesa Civil palestiniana anuncia descoberta de 60 cadáveres em Gaza

Recomendados para si

;
Campo obrigatório