Meteorologia

  • 12 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 23º

França está a investigar se a Rússia ordenou vandalização de memorial

Na manhã do dia 14 de maio, cerca de 20 mãos apareceram pintadas numa das paredes do memorial, que é dedicado a todos os que ajudaram a salvar judeus, em França.

França está a investigar se a Rússia ordenou vandalização de memorial
Notícias ao Minuto

17:15 - 22/05/24 por Notícias ao Minuto

Mundo França

As autoridades francesas estão a investigar se a vandalização, ocorrida na semana passada, no memorial do Holocausto, em Paris, foi ordenada pelos serviços de segurança russos. Na manhã do dia 14 de maio, cerca de 20 mãos apareceram pintadas numa das paredes do memorial, que é dedicado a todos os que ajudaram a salvar judeus, em França.

Segundo o The Guardian, a situação foi de imediato denunciada como um provável ataque antissemita. O ato foi condenado pelo presidente francês, Emmanuel Macron, na rede social X (antigo Twitter). Macron referiu mesmo que o ataque "era um choque" para todos.

Os investigadores acreditam que tenha sido encomendado pelos serviços de segurança russos, já que o caso apresenta semelhanças com outras pinturas feitas no outono do ano passado. Na altura, cerca de 60 estrelas de David foram pintadas em vários edifícios parisienses por um casal, a mando de alguém residente no estrangeiro. 

A emissora pública France Info revelou que as câmaras de videovigilância captaram o momento em que duas figuras chegaram junto do memorial, por volta das 03h00, com latas de spray de tinta. As figuras foram identificadas como sendo búlgaras e abandonaram a capital francesa num autocarro, que tinha como destino Bruxelas, na Bélgica, já de manhã. 

Leia Também: Suécia registou mais de 100 queixas por antissemitismo até dezembro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório