Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 22º

Acordo? Estados Unidos e Arábia Saudita "mais próximos do que nunca"

Os dois países estarão nas fases finais da conclusão de um acordo de defesa bilateral.

Acordo? Estados Unidos e Arábia Saudita "mais próximos do que nunca"
Notícias ao Minuto

23:57 - 20/05/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo EUA

Os Estados Unidos e a Arábia Saudita estão perto de fechar um acordo de defesa bilateral, garante a Casa Branca, após um fim de semana intenso de negociações entre Washington e Riade.

Os dois países estão "mais próximos do que nunca" no que toca ao acordo, que está "perto de ser concluído", disse o porta-voz de segurança nacional da Casa Branca, John Kirby, citado pela agência Reuters.

O acordo em questão prevê que os Estados Unidos avancem com garantias formais de defesa dos sauditas e um acesso de Riade a armamento norte-americano mais avançado. Em troca, prevê-se que a Arábia Saudita trave a compra de armamento chinês, bem como que sejam colocadas restrições ao investimento de Pequim no país.

O conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, conversou com o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, e outras autoridades sauditas no fim de semana, onde foram feitos progressos, segundo garantiu Kirby.

"Estamos muito próximos de um entendimento sobre os principais elementos. Claro que também teremos de trabalhar em partes relacionadas com os israelitas e os palestinianos, o que é uma componente crítica de qualquer potencial acordo de normalização", disse uma fonte próxima do caso citada pela Reuters.

Alcançar a normalização das relações entre Israel e a Arábia Saudita, seguindo os moldes de acordos concluídos com outros países árabes, é um dos grandes objetivos diplomáticos do presidente norte-americano, Joe Biden.

Para tal, a Arábia Saudita exige garantias de segurança, que os Estados Unidos se declararam dispostos a oferecer, mas também apela para a criação de um Estado palestiniano, que o chefe do governo israelita - também ele aliado de Washington -, Benjamin Netanyahu, não quer.

Leia Também: Biden envia conselheiro de Segurança Nacional à Arábia Saudita e a Israel

Recomendados para si

;
Campo obrigatório