Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 21º

"Dona de casa" com "vocação para ser mãe"? Jogador faz discurso polémico

Jogador do Kansas City Chiefs afirmou que a vida das mulheres só "começa verdadeiramente" quando são mães e que, apesar de poderem vir a ter carreiras de sucesso, "um dos títulos mais importantes de todos" é ser "dona de casa".

"Dona de casa" com "vocação para ser mãe"? Jogador faz discurso polémico
Notícias ao Minuto

16:31 - 19/05/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Harrison Bukter, um jogador norte-americano que joga na posição de kicker no Kansas City Chiefs, afirmou, num discurso de formatura, que a vida das mulheres só "começa verdadeiramente" quando são mães e que, apesar de poderem vir a ter carreiras de sucesso, "um dos títulos mais importantes de todos" é ser "dona de casa".

"Penso que foram vocês, as mulheres, que foram alvo das mentiras mais diabólicas que vos foram contadas. Algumas de vós podem vir a ter carreiras de sucesso no mundo, mas atrever-me-ia a adivinhar que a maioria de vós está mais entusiasmada com o vosso casamento e com os filhos que vão trazer a este mundo", disse Bukter, num discurso de formatura no Benedictine College, uma instituição privada de artes liberais em Atchison, no Texas.

O jogador acrescentou que a sua mulher, Isabelle, "seria a primeira a dizer que a sua vida começou verdadeiramente quando começou a viver a sua vocação de esposa e de mãe".

"Estou hoje neste palco, capaz de ser o homem que sou, porque tenho uma mulher que se empenha na sua vocação", considerou.

"Sou muito abençoado com os muitos talentos que Deus me deu, mas nunca é demais sublinhar que todo o meu sucesso é possível porque uma rapariga que conheci na aula de banda na escola secundária se converteu à fé, se tornou minha esposa e abraçou um dos títulos mais importantes de todos. Dona de casa", acrescentou, o jogador de 28 anos. 

A National Football League (NFL) já se pronunciou sobre as declarações de Bukter, com o vice-presidente e responsável pela diversidade e inclusão, Jonathan Beane, a defender que "Harrison Bukter fez um discurso a título pessoal".

"Os seus pontos de vista não são os da NFL como organização. A NFL é firme no nosso compromisso com a inclusão, o que só torna nossa liga mais forte", declarou.

Pode ver o discurso na íntegra no vídeo abaixo:

Leia Também: SOS Racismo insatisfeita com reações políticas a ataques a imigrantes

Recomendados para si

;
Campo obrigatório