Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 22º

"Então és tu". O que pensou Salman Rushdie durante ataque que o cegou?

O escritor, de 76 anos, contou à imprensa norte-americana como já tinha imaginado a sua morte num evento do género em que foi atacado, nos Estados Unidos. Na primeira entrevista emitida pela televisão, Rushdie descreve o atacante como "um míssil agachado".

"Então és tu". O que pensou Salman Rushdie durante ataque que o cegou?
Notícias ao Minuto

17:23 - 12/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Salman Rushdie

O escritor Salman Rushdie deu a sua primeira entrevista na televisão após o ataque que o deixou cego de um olho, em agosto de 2022, e confessou o que pensou no momento.

Numa entrevista dada ao programa '60 Minutos', e que será transmitida integralmente pela CBS no domingo, o escritor, de 76 anos, contou não só o que o médico lhe disse, mas como, de certa forma, já estava 'à espera' do ataque, que aconteceu nos arredores de Nova Iorque, nos Estados Unidos, durante um evento que apresentava.

"Confesso que já tinha imaginado o meu assassinato a acontecer num evento público ou a acontecer desta forma. Então, o meu primeiro pensamento quando vi esta forma assassina a correr na minha direção, pensei: 'Então és tu. Aqui estás tu'", explicou à CBS, numa entrevista conduzida por Anderson Cooper.

Rushdie vai lançar um novo livro na próxima semana, sobre o que aconteceu nesse dia, 12 de agosto. 'Knife: Meditations After an Attempted Murder' ['Faca: Meditações após uma tentativa de assassinato', na tradução livre]. Será editado a 16 de abril.

"Estava sentado à direita", contou Rushdie sobre esse dia, que o deixou cego do olho direito e também sem mobilidade numa das mãos. "Depois, com o canto do olho direito - a última coisa que ele veria - vi o homem de preto a correr na minha direção. Roupas e máscara pretas. Estava a aproximar-se com força e baixado. Como um míssil agachado", descreveu.

Rushdie descreveu ainda a situação como se fosse "algo que vinha do passado longínquo e que tentava arrastar no tempo". "Para um passado longínquo, para me matar", apontou.

O escritor passou seis semanas no hospital, onde teve uma conversa com um cirurgião. "Um dos médicos disse-me: 'Primeiro, foste muito azarado, e depois foste muito sortudo. A parte da sorte é que o homem que te atacou não fazia a mínima ideia de como matar alguém como uma faca'", recordou.

O ataque foi detido em flagrante, e considerou-se inocente quando acusado de tentativa de homicídio, assim como de agressão em segundo grau. Ainda está detido.

Tudo o que se sabe sobre o ataque a Salman Rushdie. Agressor tem 24 anos

Tudo o que se sabe sobre o ataque a Salman Rushdie. Agressor tem 24 anos

O agressor do escritor britânico Salman Rushdie é um homem de 24 anos chamado Hadi Matar, que ainda está sob custódia, indicou hoje a polícia do estado norte-americano de Nova Iorque.

Lusa | 22:45 - 12/08/2022

Salman Rushdie é o autor de 'Os Versículos Satânicos', obra pela qual foi condenado à morte pelo Irão do líder religioso Ayatollah Khomeini, que emitiu uma 'fatwa' (decreto da lei islâmica) contra o escritor. O ataque aconteceu 33 anos após este 'fatwa' ter sido emitido. O escritor chegou a viver em paradeiro desconhecido, sob segurança. 

O Irão ofereceu então uma recompensa de três milhões de dólares a qualquer pessoa que assassinasse Rushdie. O Governo do Irão há muito que se distanciou do decreto de Khomeini, mas o sentimento anti-Rushdie permanece.

Em 2012, uma fundação religiosa iraniana aumentou a recompensa pelo assassinato de Rushdie para 3,3 milhões de dólares. Rushdie desvalorizou a ameaça na altura, dizendo que não havia "nenhuma prova" de que houvesse alguém interessado na recompensa.

Nesse ano, o escritor publicou o livro de memórias 'Joseph Anton - Uma Memória', sobre a 'fatwa'.

Leia Também: Escritor Salman Rushdie alerta que liberdade de expressão está em risco

Recomendados para si

;
Campo obrigatório