Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
MIN 8º MÁX 16º

Menos de 10% dos taiwaneses acreditam que China é "digna de confiança"

Um inquérito realizado por uma unidade de investigação de Taiwan revelou que a população do território desconfia da China mas também tem dúvidas sobre os Estados Unidos, no contexto das tensões entre Pequim e Taipé.

Menos de 10% dos taiwaneses acreditam que China é "digna de confiança"
Notícias ao Minuto

11:44 - 21/11/23 por Lusa

Mundo Inquérito

O inquérito, realizado pela instituição Academia Sinica, revelou que apenas 9,3% dos inquiridos consideraram a China "digna de confiança", enquanto 26,4% discordaram e 57,6% discordaram fortemente.

A percentagem de inquiridos que consideraram os EUA um país de confiança caiu de 45,35%, em 2021, para 33,9%, segundo o mesmo estudo.

A pesquisa também constatou que 82,7% dos entrevistados julgaram que a ameaça da China "aumentou" nos últimos anos e 66,4% concordaram com a afirmação de que as patrulhas de rotina perto de Taiwan por aviões militares e navios de guerra dos EUA "aumentariam a segurança" do território.

Desde o verão de 2022, aviões e navios militares chineses têm feito incursões de rotina nas proximidades da ilha.

Quanto à possibilidade de Washington defender Taiwan em caso de agressão chinesa, 55,7% dos inquiridos consideraram que o apoio dos EUA à segurança de Taiwan "aumentou", nos últimos anos, e 65,9% manifestaram o seu apoio à venda de armas a Taiwan pelos EUA.

Quase 60% dos inquiridos afirmaram que as visitas de altos funcionários dos EUA a Taiwan aumentariam a sua convicção quanto à probabilidade de os EUA enviarem tropas para ajudar a ilha, de acordo com o inquérito.

Quanto ao estatuto de Taiwan, a grande maioria dos inquiridos, 91,4%, manifestou o seu apoio à manutenção do 'status quo'.

Quanto à identidade, no entanto, 62,5% consideraram-se taiwaneses, 2,3% consideraram-se chineses e 32,2% identificaram-se como ambos.

A sondagem foi realizada entre 14 e 19 de setembro junto de 1.211 adultos do território.

China e Taiwan vivem como dois territórios autónomos desde 1949, altura em que o antigo Governo nacionalista chinês se refugiou na ilha, após a derrota na guerra civil frente aos comunistas.

No entanto, Pequim considera Taiwan parte do seu território e não uma entidade política soberana.

A ilha autónoma é uma das principais fontes de fricção entre a China e os Estados Unidos, uma vez que Washington é o principal fornecedor de armas a Taiwan e seria o seu principal aliado no caso de uma invasão pela China.

Leia Também: Embaixadora de facto de Taiwan nos EUA candidata a vice-presidente

Recomendados para si

;
Campo obrigatório