Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2024
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 14º

Dois detidos em ataque que matou criança de 11 anos em estádio de basebol

Os dois suspeitos estavam envolvidos em outros crimes e foram associados a um gangue na região.

Dois detidos em ataque que matou criança de 11 anos em estádio de basebol
Notícias ao Minuto

12:10 - 22/09/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Tiroteios EUA

As autoridades norte-americanas detiveram dois alegados membros de uma organização criminosa em Albuquerque, no estado do Novo México, após um tiroteio no passado dia 6 de setembro que matou uma criança de 11 anos e deixou o primo paralisado.

O ataque ocorreu após um jogo de basebol dos Albuquerque Isotopes, uma equipa local, com os dois homens a dispararem a partir de um veículo em andamento (o que a polícia descreve como um ataque 'drive-by'). Segundo a Associated Press, as autoridades disseram inicialmente que se tratava de um incidente de raiva na estrada, mas uma investigação concluiu que foi antes um tiroteio "por engano", sendo que os homens pretendiam atingir um outro indivíduo com o qual discutiram durante o jogo.

Foram disparados mais de 12 tiros. Froylan Villegas, um menino de 11 anos, morreu no local, enquanto que a sua prima ficou paraplégica da cintura para baixo. As balas falharam por pouco a mãe da criança e o irmão mais novo, que saíram fisicamente ilesos do incidente.

Os suspeitos foram identificados como Jose Romero e Nathen Garley, de 22 e 21 anos, respetivamente. Numa conferência de imprensa, o chefe da polícia de Albuquerque, Harold Medina, acusou os dois de serem "cobardes que achavam que eram duros".

"Mataram uma criança inocente", lamentou.

Romero foi detido na quinta-feira, quando já era procurado por não comparecer em tribunal no âmbito de uma acusação por tráfico de droga. Já Garley já se encontrava sob custódia policial, após ter sido parado na estrada a 13 de setembro quando voltava do estado do Arizona, quando a polícia apreendeu uma arma de fogo e cerca de 100 mil comprimidos de fentanil na sua viatura.

As autoridades acrescentaram que foram usados dados de telemóvel e de redes sociais para localizar os suspeitos. "No dia após o tiroteio, o homem que estava a discutir com Romero enviou-me uma mensagem no Instagram a dizer-lhe que tinham disparado contra a carrinha errada", disse um porta-voz da polícia de Albuquerque.

Leia Também: Suspeito de homicídio em fuga há uma semana após ser libertado por erro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório