Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 24º

Sobe para 37 o número de mortos no desabamento de prédio nos Camarões

O número de mortos devido ao desabamento, no sábado, de um prédio de apartamentos em Douala, a capital económica dos Camarões, subiu hoje para 37 mortos, enquanto as equipas de socorro continuam os trabalhos de resgate entre os escombros.

Sobe para 37 o número de mortos no desabamento de prédio nos Camarões
Notícias ao Minuto

23:29 - 24/07/23 por Lusa

Mundo Camarões

Um prédio de apartamentos de quatro andares, localizado no norte de Douala, desabou na noite de sábado para domingo sobre outro prédio residencial de um andar.

Este colapso, um dos mais graves da história do país, resultou em pelo menos 37 mortos e 21 feridos, incluindo cinco em "estado muito grave", de acordo com o mais recente balanço divulgado pelo governador do Litoral, uma das dez regiões camaronesas, Samuel Dieudonné Ivaha Diboua, e um bombeiro, que falou com a agência France-Presse (AFP) sob a condição de anonimato.

O mais recente balanço divulgado hoje de manhã apontava para 33 mortos.

A ministra do Desenvolvimento Urbano dos Camarões, Célestine Ketcha-Courtès, que visitou o local do desastre, admitiu aos jornalistas que está a enfrentar "uma situação catastrófica", especificando que "o edifício em questão não tinha licença de construção".

As operações para a limpeza dos escombros com uma pá mecânica, na esperança de encontrar sobreviventes, continuaram hoje, segundo adiantou uma testemunha no local à AFP.

Morador do bairro há quinze anos, a dez minutos a pé do prédio que desabou, Prosper Tchinda foi uma das primeiras pessoas no local após o acidente.

"O balanço ainda pode subir", alertou à AFP o informático, de 42 anos, que garante que na altura do incidente "estava a decorrer um evento festivo com música", e que o edifício se encontrava em mau estado de conservação.

Este edifício "parecia em ruínas, havia rachaduras na parede e parecia que poderia desabar a qualquer momento. Realmente não é o tipo de edifício que dava vontade de ali viver", confidenciou à AFP Nathalie, outra moradora que se deslocou logo para o local após ouvir um "barulho grande".

Em 2016, o colapso de um prédio residencial resultou em cinco mortos em Douala e as autoridades levantaram a questão do cumprimento dos padrões de construção.

Em junho do mesmo ano, tinham sido identificados 500 edifícios em "ameaça de ruir" na cidade.

Leia Também: Vídeo. N.º de mortos no desabamento de prédio nos Camarões sobe para 33

Recomendados para si

;
Campo obrigatório