Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 15º

Trump processa colunista E. Jean Carroll por dizer que foi violada

Donald Trump avançou com um processo contra E. Jean Carroll, a colunista a quem foi condenado a pagar uma indemnização de cinco milhões de dólares, acusando-a de lhe dever dinheiro e exigindo uma retratação por insistir que foi violada.

Trump processa colunista E. Jean Carroll por dizer que foi violada
Notícias ao Minuto

23:10 - 28/06/23 por Lusa

Mundo Donald Trump

Os advogados do antigo presidente dos Estados Unidos e que está atualmente na corrida do partido republicano para as presidenciais apresentaram esta terça-feira o processo onde defendem que Carrol deve pagar a Trump uma indemnização compensatória por danos e retratar-se das suas declarações.

Este movimento do ex-presidente acontece cerca de um mês depois de os advogados de Carrol terem avançado com um processo de difamação, no qual a colunista reclama 10 milhões de dólares (cerca de 9,7 milhões de euros) por insultos que o ex-presidente lhe teceu na televisão, em maio.

Essas declarações de Trump foram feitas após ter sido condenado a pagar uma indemnização de cinco milhões de dólares (4,63 milhões de euros) por abuso sexual a E. Jean Carroll em 1996, com o júri a rejeitar as alegações de violação.

Trump negou sempre as acusações de violação, recusando sequer que a conheça e alegando que o encontro num armazém onde Carrol diz terem ocorrido os factos, nunca aconteceu.

No processo, os advogados de Trump citam declarações de Carrol numa entrevista à CNN onde, quando questionada sobre o veredicto do júri sobre a parte relativa à violação (que foi rejeitada), a colunista ter respondido: "Sim, foi ele, sim, foi ele".

Numa declaração em resposta ao processo interposto por Trump, o advogado de Carrol, Robbie Kaplan, referiu que Donald Trump "argumenta novamente contra a lógica e o facto de que foi formalmente acusado de abuso sexual".

O advogado sublinhou ainda que quatro das cinco declarações da sua cliente citadas no processo de Trump estão fora do prazo de prescrição previsto, considerando ainda que a outra vai ser rejeitada pelo juiz.

Leia Também: Trump diz ter documento "altamente confidencial" em áudio divulgado

Recomendados para si

;
Campo obrigatório