Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 26º

Honduras garantem que estabelecer relações com China "traz oportunidades"

A Presidente das Honduras, Xiomara Castro, garantiu hoje em Xangai que o estabelecimento de relações diplomáticas com a China "pode trazer oportunidades de desenvolvimento" ao seu país.

Honduras garantem que estabelecer relações com China "traz oportunidades"
Notícias ao Minuto

06:43 - 10/06/23 por Lusa

Mundo Honduras

"Esta visita era esperada pelo povo hondurenho. (...) estabelecer relações diplomáticas com a China e cooperar com a China pode trazer oportunidades de desenvolvimento para as Honduras", disse Castro à agência de notícias oficial chinesa Xinhua.

A chefe de Estado acrescentou que "o povo hondurenho admira as conquistas de desenvolvimento da China, especialmente os esforços do país para aliviar a pobreza", acrescentando que "lutar pelo bem-estar do povo é o objetivo comum de Honduras e da China".

"Acredito que os laços amistosos entre Honduras e China serão mantidos. Devemos fortalecê-los por meio da cooperação entre os dois povos", disse Castro.

As Honduras vão participar "ativamente" na sexta edição da Exposição Internacional de Importação da China, que será realizada em Xangai, em novembro, garantiu a Presidente hondurenha.

O país pretende ainda enviar jovens universitários a Xangai para "estudar, receber educação e aprender ciência e tecnologia na China, algo que pode contribuir para a construção e desenvolvimento das Honduras", acrescentou Castro.

Também hoje, a líder hondurenha reuniu-se em Xangai, a "capital" económica da China, com a ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff, que dirige atualmente o Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, na sigla em inglês), a entidade financeira do bloco de economias emergentes BRICS.

"Podemos ter aqui todas as possibilidades de encontrar mecanismos que nos permitam desenvolver a nossa economia, bem como encontrar aliados permanentes que nos permitam dar uma qualidade de vida diferente aos nossos povos", disse Castro, nos primeiros minutos da reunião com Rousseff, referiu o governo hondurenho na rede social Twitter.

A chefe de Estado chegou na sexta-feira a Xangai para uma visita oficial de seis dias, três meses depois de o país centro-americano ter estabelecido relações diplomáticas com a China, em detrimento de Taiwan.

Depois de visitar o centro de pesquisa e desenvolvimento do grupo de tecnologia Huawei, Castro partiu para Pequim, onde se irá reunir com o homólogo chinês, Xi Jinping, encontro no qual se prevê também a assinatura de acordos e memorandos em diversas áreas.

As Honduras e a China anunciaram o estabelecimento de relações diplomáticas em 26 de março, horas depois de o país centro-americano oficializar o rompimento das relações que mantinha com Taiwan desde 1941.

A rutura das relações com Taiwan por parte das Honduras reduziu para 13 o número de países com os quais Taipé mantém relações diplomáticas oficiais, e tornou a nação centro-americana o nono país - e o quinto latino-americano - que desde 2016 cortou os laços com a ilha para estabelecer relações com Pequim.

Leia Também: PR das Honduras chega à China três meses após estabelecimento de relações

Recomendados para si

;
Campo obrigatório