Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 24º

Marinha dos EUA nega ter sido advertida por Pequim no Mar do Sul da China

A Marinha de Guerra dos Estados Unidos negou hoje que um navio contratorpedeiro norte-americano tenha sido intercetado pelas Forças Armadas da República Popular da China.

Marinha dos EUA nega ter sido advertida por Pequim no Mar do Sul da China
Notícias ao Minuto

13:05 - 23/03/23 por Lusa

Mundo EUA

Washington refere que o navio "USS Milius" realizava "operações de rotina" junto a um arquipélago no Mar do Sul da China e que "não foi expulso", contrariando a versão de Pequim. 

O arquipélago das Paracel é denominado Xisha pela República Popular da China e é também disputado pelo Vietname e República da China (Taiwan).  

"Os Estados Unidos vão continuar a voar, a navegar e a operar na zona, tal como permite o Direito Internacional", refere uma nota dos Estados Unidos citada pela agência Bloomberg. 

O comunicado dos Estados Unidos contrasta com as declarações do coronel Tian Junli, porta-voz do Comando do Sul do Exército Popular de Libertação.

Horas antes, Tian Junli afirmava que as forças da República Popular da China tinham detetado e advertido o navio de guerra dos Estados Unidos.

Junlin acrescentava que a presença do navio norte-americano "atingia gravemente" a paz e a estabilidade no Mar do Sul da China e que as Forças Armadas vão manter-se alerta para adotar as medidas necessárias para "salvaguardar da soberania nacional, a segurança a paz e a estabilidade na região". 

Pequim reivindica mais de 80% das águas do Mar do Sul da China em zonas que também são reivindicadas pelas Filipinas, Malásia, Indonésia, Vietname e República da China (Taiwan).

Washington não reconhece os limites estabelecidos pelas autoridades da República Popular da China. 

Leia Também: "EUA estão a enfeitiçar a Europa, até que seja incapaz de se mover"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório