Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 23º

Putin e Xi brindaram ao aprofundamento das relações Rússia-China

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o seu homólogo da China, Xi Jinping, brindaram hoje ao aprofundamento das relações bilaterais, num jantar de Estado que conclui o segundo dia da visita do líder chinês a Moscovo.

Notícias ao Minuto

19:39 - 21/03/23 por Lusa

Mundo Ucrânia/Rússia

Durante os brindes -- que foram transmitidos pela televisão estatal russa - os dois líderes brindaram "à prosperidade e bem-estar dos povos da Rússia e da China", ao "desenvolvimento das relações russo-chinesas" e à "cooperação nesta nova era".

Minutos antes do jantar, Vladimir Putin tinha afirmado que vê "possibilidades ilimitadas" na cooperação russo-chinesa.

"Tenho a certeza de que a cooperação russo-chinesa tem possibilidades e perspetivas verdadeiramente ilimitadas", disse o líder russo, à entrada para o jantar de Estado, no âmbito da visita oficial de três dias de Xi Jinping a Moscovo.

Na noite anterior, Putin já tinha oferecido a Xi um jantar privado de sete pratos, e que durou quatro horas e meia, antes do jantar de Estado de hoje, no antigo palácio imperial, que serviu para conversações que envolveram altos funcionários de ambos os países.

No início da cerimónia de hoje, Xi subiu lentamente a opulenta escadaria com carpete vermelha do Grande Palácio do Kremlin, perante o olhar de guardas em uniformes de desfile ao estilo do século XIX.

Putin estava no topo da escadaria, para cumprimentar o líder chinês no salão de São Jorge, onde as paredes estão cobertas por placas de mármore branco com gravuras em ouro dos nomes de unidades militares e soldados condecorados com a ordem de São Jorge, uma das principais honras militares, criadas por Catarina, a Grande.

Numa cerimónia fortemente coreografada e cheia de grandeza imperial, os dois líderes entraram na enorme sala com lustres e apertaram as mãos, ao som dos hinos nacionais russo e chinês.

A pompa refletiu a importância da visita de três dias de Xi à Rússia, que deu um forte impulso político a Putin, poucos dias depois de o Tribunal Penal Internacional ter emitido um mandado de captura contra o líder russo.

Após as reuniões oficiais, Putin e Xi emitiram declarações conjuntas prometendo reforçar ainda mais a sua "cooperação estratégica", desenvolver cooperação em energia, indústrias de alta tecnologia e outras esferas e estender o uso das suas divisas no comércio mútuo, para reduzir a dependência do Ocidente.

Na ementa dos dois chefes de Estado figurava a tradicional sopa de beterraba borsch, cuja origem é atribuída à Ucrânia e que a Rússia também considera como sua.

Também na ementa estiveram croquetes de sapateira de Kamchatka com azeite de trufas como entrada, seguidos de Borsch, que em julho passado a UNESCO decidiu proteger registando com urgência como Património Cultural Imaterial após uma intensa campanha ucraniana.

O pianista Denis Matsuev tocou para Putin e Xi obras do famoso compositor russo Sergei Rachmaninov.

Leia Também: Indo-Pacífico. Rússia e China criticam reforço do laços militares da NATO

Recomendados para si

;
Campo obrigatório