Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

Chegou a ser despejada três vezes. Agora, é uma empresária de sucesso

Uma mãe de quatro crianças deu a volta à sua vida, começando um negócio que lhe permitiu sair da pobreza e pôr comida na mesa.

Chegou a ser despejada três vezes. Agora, é uma empresária de sucesso
Notícias ao Minuto

16:26 - 20/03/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Estados Unidos

K’La Inman, de Birmingham, no estado norte-americano do Alabama, viu a sua vida dar uma volta de 180º, graças à agência de pequenos atores que começou em 2018.

A mãe de quatro crianças (Sybella, de 13 anos, Elisha, de 11, Lion, de 8, e Judah, de 5)  chegou a ter de penhorar o seu anel de casamento para poder colocar comida na mesa, e agora é dona de um negócio que lhe rende 100 mil dólares por mês (cerca de 93 mil euros).

A história é contada pela própria ao jornal britânico The Mirror, ao qual revela também que foi despejada, no passado, três vezes, por atrasos no pagamento das rendas.

"Mesmo com ambos a trabalhar o máximo que podíamos, com trabalhos paralelos também, não estava a funcionar. Os nossos carros estavam sempre a falhar, a eletricidade era cortada em casa e as crianças não podiam fazer os trabalhos de casa... a vida era tão difícil. Algumas semanas, os nossos filhos comiam aveia ao pequeno-almoço, almoço e jantar", desabafou a mulher.

Tudo mudou, no entanto, em 2017, quando a filha mais velha, Sybella, conseguiu um papel como figurante no filme 'Black Panther', chegando mesmo a partilhar tempo de ecrã com o ator Chadwick Boseman.

Foi, então, que K'La, também ela atriz de formação, teve uma ideia: começar uma agência para encontrar crianças atores e lançá-las nesse mundo.

"O meu marido ainda trabalhava à noite como bagageiro no aeroporto e, durante o dia, eu tinha que cuidar das crianças, da casa e do ensino em casa, mas, sempre que podia, trabalhava para promover o meu novo negócio", disse a mulher, de 32 anos, que chegava a reunir-se com clientes "na biblioteca ou no Starbucks para fazer reuniões individuais".

Ao fim de dois meses, o negócio já estava a dar lucro, chegando a render, em 2023, cerca de 93 mil euros por mês. "Agora administro o meu negócio num estúdio e Kalep [o marido] cozinha e limpa para nós, para que eu possa concentrar-me em administrar os nossos workshops e apoiar os nossos clientes. No futuro, gostaria de expandir e internacionalizar. Sei que existem pais em todo o mundo que adorariam fazer um teste com os seus filhos e vê-los serem pagos pelo seu talento", disse K'La.

Leia Também: Margarida Corceiro: "Este foi o projeto mais difícil que fiz"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório