Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 20º MÁX 28º

Ex-chefe do combate ao narcotráfico no México acusado de desviar milhões

As autoridades mexicanas informaram quinta-feira que o ex-secretário de segurança pública do governo mexicano, Genaro García Luna, desviou até 745,9 milhões de dólares (694,2 milhões de euros) em contratos de tecnologia do governo.

Ex-chefe do combate ao narcotráfico no México acusado de desviar milhões
Notícias ao Minuto

08:01 - 10/02/23 por Lusa

Mundo México

O chefe da unidade de combate à lavagem de dinheiro do México, Pablo Gomez, afirmou que Garcia Luna e seus associados criaram empresas que obtiveram 30 "contratos duvidosos" do governo enquanto era o principal oficial de segurança do México, entre 2006 e 2012, e por seis anos depois.

Garcia Luna "montou uma rede de corrupção e lavagem de dinheiro para beneficiar a si mesmo e aos seus associados próximos", acrescentou Pablo Gómez.

O chede da unidade de combate falou sobre a ação movida contra Garcia Luna e os seus supostos sócios na Florida, Estados Unidos, para onde Garcia Luna se mudou depois de deixar o cargo no México, motivada por um "conglomerado de negócios familiares".

García Luna está a ser julgado em Nova Iorque, acusado de aceitar milhões de dólares para permitir que o cartel de Sinaloa traficasse toneladas de cocaína para os Estados Unidos.

Alegadamente, terá canalizado dinheiro de contratos de segurança prisional e tecnologia de inteligência do governo para contas no exterior, muitas em Barbados, e enviado posteriormente o dinheiro para Miami, para comprar condomínios e carros antigos e desportivos de luxo, como Lamborghinis e Ferraris.

Garcia Luna foi secretário de segurança pública do presidente Felipe Calderon de 2006 a 2012.

O atual presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, tem denunciado que, quando políticos corruptos e traficantes de droga são condenados nos Estados Unidos, o país faz apreensões e fica com as fortunas, que muitas vezes foram em grande parte feitas no México, querendo López Obrador que o México recupere esse dinheiro.

Leia Também: Seis pessoas assassinadas em dois tiroteios no México

Recomendados para si

;
Campo obrigatório