Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 14º

Mario Ferri, que invadiu o jogo de Portugal, ajudou refugiados ucranianos

Mario Ferri invadiu o campo do estádio Lusail, no Campeonato mundial do Qatar, com uma bandeira LGBTQIA+ e uma camisola onde se lia: “Salvem a Ucrânia” e “Respeitem as Mulheres Iranianas”.

Notícias ao Minuto

07:59 - 29/11/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Guerra na Ucrânia

Mario Ferri, o homem que invadiu o jogo de Portugal frente ao Uruguai na noite de segunda-feira, ajudou refugiados ucranianos que estavam a abandonar o país em março, pouco tempo após o início da invasão russa.

Segundo revelou o conselheiro do Ministério do Interior da Ucrânia, Anton Gerashchenko, Ferri, “em março de 2022, ajudou a retirar mulheres e crianças ucranianas na fronteira com a Polónia”.

Num vídeo, divulgado nas redes sociais e que pode ver na galeria acima, é possível ver o homem a distribuir chocolates e comida dentro de um autocarro.

Mario Ferri invadiu o campo do estádio Lusail, no Campeonato mundial do Qatar, com uma bandeira LGBTQIA+ e uma camisola onde se lia: “Salvem a Ucrânia” e “Respeitem as Mulheres Iranianas”.

O homem, conhecido em Itália como ‘Il Falco’ [O Falcão], é, segundo a imprensa internacional, um jogador de futebol italiano, de 35 anos.

Esta não foi a primeira vez que Ferri invadiu o campo de um Mundial. Em 2010, na África do Sul, interrompeu o jogo entre a Alemanha e Espanha. Na altura, usou uma cadeira de rodas para ficar mais próximo do campo e, consequentemente, facilitar a invasão. Foi detido, mas acabou por ser libertado apenas com uma multa.

Já em 2014, no Mundial do Brasil, invadiu um jogo entre a Bélgica e os Estados Unidos da América (EUA), onde pedia apoio para as crianças das favelas brasileiras. 

Leia Também: Primeiro-ministro felicita seleção pelo apuramento para 'oitavos'

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório