Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2022
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 16º

Atracou mais um navio comercial na Ucrânia para carregamento de cereais

O ministro das infraestruturas da Ucrânia esclareceu hoje que 30.000 toneladas de milho vão ser exportadas através desta embarcação, a OSPREY S.

Atracou mais um navio comercial na Ucrânia para carregamento de cereais

O segundo navio comercial a chegar, desde o início da invasão russa, a um porto ucraniano, já atracou em Chornomorsk, na cidade de Odessa, e está pronto para ser carregado com cereais. A informação foi avançada esta quarta-feira pelo ministro das infraestruturas da Ucrânia, Oleksandr Kubrakov, na rede social Twitter.

Na publicação, o governante esclareceu que 30.000 toneladas de milho vão ser exportadas através desta embarcação, a OSPREY S.

De recordar que o primeiro dos navios a ter abandonado com sucesso a Ucrânia, carregado de cereais, atracou na segunda-feira no porto turco de Derince, no contexto do acordo mediado pela Turquia e pela Organização das Nações Unidas (ONU), segundo foi avançado pelas autoridades locais.

Em causa estava o navio Polarnet, que partiu do porto de Chornomorsk na sexta-feira, carregado de 12.000 toneladas de milho.

Em causa está um entendimento que foi assinado, no mês passado, entre a Rússia e a Ucrânia e que previa a reabertura dos portos do Mar Negro e a retoma das exportações de cereais - com vista a evitar uma crise alimentar global de proporções crescentes.

A esse propósito, os dois países assinaram documentos separados com a Turquia e a ONU, abrindo o caminho para que a Ucrânia pudesse exportar as cerca de 20 milhões de toneladas de cereais e outros bens agrícolas que tinham ficado retidos nos portos do Mar Negro por causa da guerra no país. 

O acordo visa permitir a passagem segura de carregamentos de cereais para e a partir de Odessa, de Chornomorsk e de Yuzhny.

Desde a reabertura dos corredores marítimos, partiram já dos portos ucranianos 12 navios comerciais com destino a outros países, segundo a informação avançada pelo Ministério da Defesa da Turquia.

Antes da invasão russa sobre a Ucrânia, que teve início a 24 de fevereiro, Rússia e Ucrânia representavam quase um terço das exportações globais de trigo.

Leia Também: China diz que os EUA são o "principal instigador da crise ucraniana"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório