Meteorologia

  • 22 MARçO 2023
Tempo
19º
MIN 9º MÁX 19º

Retomadas negociações sobre acordo nuclear no Teerão

Negociadores do Irão, dos Estados Unidos e da União Europeia (UE) retomaram hoje as conversações sobre um acordo nuclear que se arrastam há meses, enquanto se sabe que Teerão avançou com o enriquecimento de urânio.

Retomadas negociações sobre acordo nuclear no Teerão
Notícias ao Minuto

14:44 - 04/08/22 por Lusa

Mundo Teerão

O reinício das conversações de Viena, organizadas subitamente na quarta-feira, parece não incluir uma representação de alto nível de todos os países que fizeram parte do acordo de 2015 dado o crescente ceticismo dos responsáveis ocidentais em restabelecer um entendimento e pelo tempo de compromissos "se ter esgotado", defendeu um diplomata da UE.

Segundo a imprensa iraniana, o principal negociador do Irão, Ali Bagheri Kani, encontrou-se com o mediador da UE, Enrique Mora, que falará pelos EUA, já que os norte-americanos não irão negociar diretamente com o Irão, tal como sucedeu noutras conversações.

Mora também se reuniu hoje com o embaixador russo, Mikhail Ulyanov, que tem representado os interesses de Moscovo e que se encontrou ainda separadamente com Bagheri Kani.

"Como sempre, tivemos uma troca de pontos de vista franca, pragmática e construtiva sobre formas e meios de ultrapassar as últimas questões pendentes", escreveu Ulyanov no Twitter.

Em 2015, o Irão, que agora culpa Washington pelo impasse das atuais negociações, conseguiu chegar ao acordo "Plano de Ação Global Conjunto" com os EUA, a França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e a China, em que Teerão concordou em limitar o enriquecimento de urânio sob a vigilância dos inspetores das Nações Unidas em troca do levantamento de sanções económicas.

Desde a última contagem da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), o Irão tinha reservas de cerca de 3.800 quilos de urânio enriquecido, chegando até 60% de pureza -- um nível que nunca tinha sido atingido antes e que, segundo os peritos, pode ser o suficiente para fabricar uma bomba nuclear.

Os inspetores da ONU verificaram também que o Irão tinha começado a alimentar com urânio duas cascatas centrifugadoras IR-1 e que planeia instalar mais seis cascatas centrifugadoras IR-2M em Natanz.

Leia Também: Irão injeta gás em 500 centrifugadoras em reação a novas sanções dos EUA

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório