Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2022
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 37º

"A vida não é feita para cumprir as ordens de Putin. Salvem a vossa vida"

O governador regional de Odessa deixou, esta terça-feira, uma mensagem aos combatentes russos. Entre as sugestões para 'estragar' os planos do regime russo, o responsável deixa também a garantia de que, caso baixem as armas, os militares russos terão proteção internacional. "Não estão a trair a vossa pátria", notou.

"A vida não é feita para cumprir as ordens de Putin. Salvem a vossa vida"

O governador de Odessa pediu, esta terça-feira, aos militares russos que se recusem a combater na Ucrânia.

"A vida não é feita para cumprir as ordens de Putin. Salvem a vossa vida e futuro - recusem-se a participar na guerra sangrenta de Putin", escreveu Maksym Marchenko no Telegram.

O responsável regional garantiu ainda que todos os ucranianos estavam dispostos a defender os seus lares e as pessoas que amam. "Pensem nas vossas famílias também. Os vossos familiares precisam de pais saudáveis, maridos e filhos - e precisam deles em casa", advertiu.

Marchenko deixou ainda algumas sugestões de como os militares russos poderiam 'furar' os planos de regime russo. "Pode esgotar-se o combustível, o equipamento pode falhar, e assim explicam a impossibilidade de participarem no conflito", escreveu.

Garantindo que  quem o fizer terá a proteção da Organização das Nações Unidas, o responsável acrescentou: "Isto não é uma rendição. Isto é uma recusa em participar num crime contra a humanidade".

"Não estão a trair a vossa pátria", notou o dirigente regional. "Pelo contrário - estão a dar à Rússia uma oportunidade para preservar a dignidade e a dar esperanças a um futuro", rematou.

Leia Também: Reino Unido alarga sanções à Bielorrússia à exportação de artigos de luxo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório